A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

05/10/2016 15:55

Homem é preso suspeito de estuprar menina de 9 anos no bairro Tijuca

Amanda Bogo e Adriano Fernandes
Homem foi preso e levado para a DEPCA (Foto: Adriano Fernandes)Homem foi preso e levado para a DEPCA (Foto: Adriano Fernandes)

Homem de 45 anos, que não teve a identidade revelada, foi preso nesta quarta-feira (5), no bairro Tijuca, em Campo Grande, suspeito de estuprar uma menina de 9 anos de idade. Ele já responde outro processo por estupro de vulnerável.

De acordo com o delegado titular da DEPCA (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente), Paulo Sérgio Lauretto, o caso foi descoberto durante investigação de uma ocorrência registrada no dia 16 de setembro na Deam (Delegacia Especializada de Atendimento a Mulher). A mãe da criança de 9 anos foi ao local registrar queixa contra o companheiro, o qual acreditava ser o responsável por cometer os crimes contra a menina. 

Conforme o delegado Lauretto, o caso foi descoberto durante investigação de ocorrência registrada no mês passado (Foto: Adriano Fernandes)Conforme o delegado Lauretto, o caso foi descoberto durante investigação de ocorrência registrada no mês passado (Foto: Adriano Fernandes)

Na ocasião, a vítima afirmou à mãe que havia sido molestada pelo padrasto, e o homem preso hoje acompanhou a família e testemunhou sobre o ocorrido. Ele teria, ainda, incitado a criança a incriminar o padrasto.

A denúncia surgiu após o homem alegar ter visto o padrasto das crianças passar a mão no irmão da menina, de 3 anos, enquanto ele dormia. O caso foi encaminhado para a DEPCA e, durante as investigações, a criança mudou a versão, contando que o responsável pelos estupros era o homem de 45 anos.

A menina contou, ainda, que o homem a molestou diversas vezes, e que na situação em que o padrasto foi acusado, ele havia entrado no quarto para pegar um remédio e passou a mão na cabeça do menino como forma de carinho para que ele dormisse. Nesse momento, o suspeito passou pelo quarto, viu a situação e chamou a mãe das crianças.

Conforme Lauretto, a polícia descobriu que o suspeito é amigo da família e frequentava a casa onde eles moram. O padrasto da criança queria que o vínculo com ele fosse cortado, e a hipótese é de que o acusado tenha criado a situação para que ele não fosse incriminado.

A investigação do caso continua e o padrasto deverá ser ouvido. O suspeito preso hoje responde por outro caso de estupro de vulnerável, quando ele teria tentado envolvimento com dois meninos, um de oito e outro de 12 anos, registrado em junho de 2013.

Apae recebe doação de brinquedos da campanha Compartilhe o Natal
Foi iniciado nesta segunda-feira (11) a entrega de brinquedos arrecadados na campanha "Compartilhe o Natal", realizado pelo Ministério Público Estadu...
Ação oferece serviço especial na UBSF do Tarumã nesta terça-feira
A UBSF (Unidade Básica de Saúde da Família) do Tarumã promove nesta terça-feira (12) diversas atividades voltadas para a promoção de saúde da populaç...
Prefeitura e Sebrae fazem estudo em lojas para revitalizar rua 14 de Julho
A prefeitura de Campo Grande a o Sebrae de Mato Grosso do Sul estão realizando na rua 14 de Julho, Centro da cidade, um estudo técnico em 230 lojas, ...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions