A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 20 de Setembro de 2019

20/10/2014 12:45

Homem morre após ficar internado 8 dias por acidente na MS-080

Filipe Prado

Um homem morreu na noite de ontem (20), oito dias depois de sofrer um acidente na MS-080, próximo a cidade de Rio Negro, a 144 quilômetros de Campo Grande, e ficar internado na Santa Casa da Capital.

Conforme o boletim de ocorrência da polícia, Gilcemar Armoa de Brito, 36 anos, contou que Rogério Armoa de Brito, 33 anos, no dia 11 de outubro, por volta das 6h30, conduzia uma caminhonete Ranger branca de sua propriedade até a cidade de Rio Negro.

Cinco quilômetros antes de chegar ao município, ele acabou derrapando durante uma curva, capotou duas vezes e parou com as rodas para cima. Rogério foi socorrido pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e encaminhado para a Santa Casa, onde ficou internado até a noite de ontem, quando faleu.

O caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) da região central como morte a esclarecer.

Racha - Rogério Armoa de Brito foi flagrado, em junho de 2011, fazendo racha nos altos da avenida Afonso Pena, em Campo Grande, por volta das 2h30min.

Segundo informações da Ciptran (Companhia Independente de Polícia de Trânsito), Rogério conduzia um Opala de placa de Araçatuba, São Paulo, no sentido bairro/centro da via.

Policiais da Ciptran viram quando os autores emparelharam os veículos e saíram arrancando bruscamente. Diante da situação, os dois foram abordados e levados para a Polícia Civil, onde foram autuados por participar de competição de trânsito não autorizada. Depois de ouvidos foram liberados para responder ao inquérito em liberdade.

De acordo com registro policial, também foi aplicada multa administrativa a Rogério por dirigir sob efeito de álcool. O exame de alcoolemia apontou 0,21 miligramas de álcool por litro de sangue.

Caso tivesse superior a 0,29 miligramas, Rogério também seria autuado pelo crime de dirigir embriagado. Como a quantidade foi inferior, não é crime e sim apenas infração de trânsito. Ele não tinha CNH (Carteira Nacional de Habilitação).

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions