ACOMPANHE-NOS    
MAIO, SEXTA  27    CAMPO GRANDE 21º

Capital

Homem não aceita término de relação e coloca fogo na casa da ex

Mulher perdeu documentos, roupas, móveis, fiação e pede ajuda com doações

Por Ana Oshiro | 17/01/2022 11:01
Chamas queimaram roupas, móveis e fiação de casa da mulher. (Foto: Arquivo Pessoal)
Chamas queimaram roupas, móveis e fiação de casa da mulher. (Foto: Arquivo Pessoal)

Mulher, de 37 anos, teve a casa queimada neste domingo (16), depois de terminar um relacionamento com um homem de 39 anos. Inconformado com a separação do namoro de 7 anos, ele arrombou a porta da casa dela e ateou fogo.

Localizada no Jardim Centro Oeste, região sul de Campo Grande, a casa estava vazia e ninguém se feriu, mas a vítima perdeu quase tudo que tinha na residência e agora, pede ajuda para recomeçar. "Perdi documentos, roupas, móveis, fiação, tô sem luz e sem água, porque aqui é bomba de poço, perdi praticamente tudo", conta a mulher, ainda abalada.

Separados há um mês, a vítima contou que o ex nunca fez ameaças ou foi violento com ela. "Nunca imaginei que ele faria isso", disse ao Campo Grande News. Com quatro filhos, sendo dois meninos de 16 e 15 anos e duas meninas de 6 e 2 anos, a família está praticamente só com as roupas do corpo.

Mulher e quatro filhos perderam todas as roupas depois de homem atear fogo na casa. (Foto: Arquivo Pessoal)
Mulher e quatro filhos perderam todas as roupas depois de homem atear fogo na casa. (Foto: Arquivo Pessoal)

De acordo com a vítima, o estrago só não foi maior ainda, porque os vizinhos viram as chamas e correram para apagar o fogo. Conforme ela, o ex-marido chegou a avisar os moradores que havia ateado fogo na casa e que logo veriam as chamas, mas ninguém acreditou até verem a fumaça no local.

A vítima chamou a polícia, mas o homem fugiu e, até o momento, não foi localizado. O boletim de ocorrência ainda não foi feito. "Moro muito longe da delegacia e não tenho dinheiro, tô esperando minha filha vir pra me levar lá e fazer o boletim de ocorrência", explicou.

Quem quiser ajudar, pode entrar em contato com a mulher pelo WhatsApp (67) 99173-4387. "Toda ajuda é bem-vinda, agradeço quem puder nos ajudar nesse momento", finalizou.

Nos siga no Google Notícias