A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

26/01/2016 17:46

Homem que fez reféns em roubo a pizzaria é condenado a 6 anos de prisão

Alan Diógenes

Jorge Luiz da Silva, 32 anos, foi condenado a seis anos e oito meses de prisão por ter roubado R$ 1,5 mil em dinheiro e celulares de uma pizzaria no dia 27 de junho de 2010, em Campo Grande. O crime foi cometido com grave ameaça, já que ele usou uma arma de fogo para levar os proprietários e funcionários do estabelecimento para a cozinha, momento em que roubou o dinheiro e os objetos.

Consta no inquérito policial que, no dia do crime Jorge adentrou na pizzaria localizada na Rua Eduardo Elias Zahran pedindo todo o dinheiro, que havia no caixa, ou seja, cerca de R$ 700. A todo momento, o ladrão apontava a arma para a dona da pizzaria, seus filhos, funcionários e clientes, ordenando que fossem todos para a cozinha. Depois ele roubou um porta-moedas e quatro celulares avaliados em R$ 800.

A defesa de Jorge pediu a absolvição por falta de provas ou fixação de pena menor porque ele se confessou espontaneamente. Mas, em sua decisão, a juíza observou que os relatos das testemunhas, o reconhecimento do autor pelas vítimas e a confissão do acusado são motivos suficientes para que o autor do delito seja condenado.

A juíza da 3ª Vara Criminal de Campo Grande, Eucélia Moreira Cassal, ressaltou ainda que não há nem mesmo indícios sobre a existência de motivos para as vítimas apontarem falsamente o acusado. “Aliás, nenhuma relação existe entre vítimas e réu, sendo que as vítimas indicaram com firmeza o acusado como autor do crime, desde a fase policial, o que ganha grande relevância ao convencimento judicial, ainda mais apoiado na própria confissão do denunciado”, declarou.

Jorge foi condenado a seis anos e oito meses de prisão em regime fechado pelo crime de roubo qualificado. 

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions