A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

10/06/2016 19:29

Homem que matou indígena em 2015 é condenado a 7 anos e meio no semiaberto

Nyelder Rodrigues

Foi condenado a sete anos e seis meses de prisão, começando em regime semiaberto, Luiz Carlos Rodrigues, de 46 anos. Ele era acusado de homicídio qualificado, mas foi sentenciado por homicídio simples por ter matado com uma facada o indígena Edemilson Turibio da Silva, em 13 setembro de 2015.

O crime aconteceu na rua Bartolomeu, Jardim Noroeste - região leste da Capital -, após os dois discutirem em um bar da região. Depois, Luiz foi para a casa de Edemilson com ele e, lá, atingiu a vítima com uma facada no peito.

O indígena foi encaminhada para o CRS (Centro Regional de Saúde) do bairro Tiradentes, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Luiz Carlos respondeu por homicídio qualificado por motivo fútil, já que de acordo com a acusação, Luiz Carlos agiu por motivo fútil, pois matou a vítima por causa de uma discussão banal.

Porém, o Ministério Público no julgamento pediu a condenação do réu por homicídio simples, bem como a exclusão da qualificadora do motivo fútil. A defesa sustentou as teses da legítima defesa e também o excesso culposo e a exclusão da qualificadora.

Diante disso, os jurados se reuniram em sala secreta e por maioria de votos decidiram pela condenação de Luiz por homicídio simples. Assim, o juiz da 2ª Vara do Tribunal do Júri de Campo Grande, Aluízio Pereira dos Santos, fixou a pena.

Confundido com ladrão, homem causa acidente e acaba agredido
Flávio Guimarães Fernandes, 39 anos, foi confundido com ladrão e agredido por moradores após se envolver em acidente. O caso aconteceu na madrugada d...
Sesau e SES recolhem quase 10 toneladas de lixo no Jardim Noroeste
A ação de recolhimento de lixo realizada em casas e terrenos baldios no Jardim Noroeste - bairro localizado na regiões leste de Campo Grande - somou ...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions