A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

19/03/2015 17:32

Homem que teve o corpo carbonizado foi vítima de latrocínio, anuncia polícia

Michel Faustino
Corpo carbonizado foi encontrado em residência 24 após incêndio. (Foto: Marcelo Calazans/Arquivo)Corpo carbonizado foi encontrado em residência 24 após incêndio. (Foto: Marcelo Calazans/Arquivo)

A Policia Civil já identificou e prendeu um dos suspeitos de envolvimento na morte de Rogaciano Fernandes Oliveira, de 40 anos. O corpo dele foi encontrado carbonizado no sábado (14) em uma residência localizada na Rua Silvero Faustino, no Bairro Nova Lima, em Campo Grande.

Segundo o delegado Alexandre Amaral Evangelista, da 2ª D.P (Delegacia de Polícia Cívil) de Campo Grande, o crime trata-se de um latrocínio (roubo seguido de morte). Conforme o delegado, dois homens foram identificados como os possíveis autores do crime e um já está preso. Segundo ele, os dois serão apresentados na delegacia às 10h desta sexta-feira (20).

Caso – O corpo de Rogaciano foi encontrado carbonizado coberto com panos na casa onde ocorreu um incêndio na sexta-feira (13), dia anterior ao fato. Detalhe é que a equipe do Corpo de Bombeiros que atendeu a ocorrência não encontrou nada no local no dia do incêndio.

Conforme o delegado Hoffman Dávila Cândido e Souza, responsável por atender a ocorrência, o corpo foi “desovado” no local afim de associar os dois crimes. No entanto, pelo estado do corpo, o homem estava morto há mais de 48h.

Segundo o delegado, Rogaciano Fernandes Oliveira trabalhava como vendedor ambulante e morava de aluguel na casa incendiada. No local morava um outro homem, de 27 anos, que chegou a ser detido ao ser flagrado escondendo a moto da vítima. De acordo com Hoffman, a residência era utilizada como ponto de venda de drogas.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions