A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 17 de Janeiro de 2018

11/03/2014 20:57

HU fica sem luz e procedimentos na UTI Neonatal são feitos manualmente

Alan Diógenes e Filipe Prado
Corredores ficam às escuras e gestante impaciente caminha pelo hospital. (Foto: Cleber Gellio)Corredores ficam às escuras e gestante impaciente caminha pelo hospital. (Foto: Cleber Gellio)

O Hospital Universitário de Campo Grande ficou sem energia elétrica por 1 hora e 45 minutos na noite desta terça-feira (11). Pacientes, acompanhantes e enfermeiros entraram em desespero na hora do apagão. Apenas duas alas do hospital permaneceram com luz durante o blecaute que acabou às 19h45. Ainda não se sabe o que causou o problema.

O plantonista Eric Henrique de Souza informou que o problema aconteceu devido à queda de uma árvore. Ele contou que um eletricista do centro médico religou a luz. “Uma árvore caiu em cima de um fio e causou o apagão. Os dois geradores não foram ligados, pois os fios também foram arrebentados pelos galhos da árvore. Um eletricista que arrumou as fiações”, destacou.

O Campo Grande News teve acesso ao prédio do HU e constatou não havia luz. Conforme relatos de funcionários, quase todas as alas estavam no escuro e o hospital também ficou sem telefone.

De acordo com o acompanhante identificado por D.D.R., 29 anos, no momento do apagão, todos ficaram desesperados, inclusive os enfermeiros. “Ficamos todos desesperados, não sabíamos para onde ir. Os médicos e os enfermeiros vinham toda hora acudir os pacientes preocupados com o estado de saúde deles”, salientou.

Apenas as alas de pediatria e UTI Neonatal ficaram com luz. (Foto: Cleber Gellio)Apenas as alas de pediatria e UTI Neonatal ficaram com luz. (Foto: Cleber Gellio)

Segundo a paciente identificada por T.G., 26 anos, apenas as alas de pediatria e da UTI adulto estavam com energia. A preocupação maior foi na UTI Neonatal, onde ficam os bebês prematuros. Durante o apagão, o atendimento teria sido manual no setor. “Os médicos saíram correndo para a ala neonatal. Em um dos casos, cinco médicos ficaram atendendo apenas um bebê, que estava em estado mais grave”, afirmou.

A assessoria de imprensa do HU disse que toda a Vila Ipiranga, onde o hospital fica localizado, ficou sem energia elétrica. A assessoria afirmou que o gerador de energia funcionou em fase seletiva, ou seja, deu assistência apenas nos locais de emergência. Nenhum paciente foi transferido de ala ou teve atendimento prejudicado.

A gerência de comunicações da Enersul informou que enviou uma equipe técnica ao HU que recebeu a informação no local de que o problema teria sido interno. O sistema da Enersul não recebeu nenhum aviso da queda de energia, pois o alimentador do hospital estava operando normalmente. 

 

Hospital ficou por 1 hora e 45 minutos sem energia elétrica. (Foto: Cleber Gellio)Hospital ficou por 1 hora e 45 minutos sem energia elétrica. (Foto: Cleber Gellio)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions