ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SEXTA  18    CAMPO GRANDE 31º

Capital

Igreja estava lotada quando pastor desacatou equipe: "vamos morrer todos juntos"

Líder religioso vai responder por três crimes; Ele se recusou a assinar o auto de infração e ainda rasgou o documento

Por Kerolyn Araújo | 31/07/2020 10:35

Vídeo enviado ao Campo Grande News mostra a confusão que ocorreu na noite de ontem (30) numa igreja localizada no Jardim Centro Oeste, em Campo Grande. O pastor, de 50 anos, foi autuado após desacatar equipes da Guarda Civil Metropolitana, fiscais da Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano) e um promotor durante fiscalização.

Equipes de fiscalização foram à igreja conhecida pelo nome de “Pai, Filho e Espirito Santo”, na Rua Marajoara, onde grupo de fiéis se aglomeravam após o toque de recolher. As imagens mostram o promotor falando sobre o descumprimento do decreto e sendo desacatado pelo pastor.

"Nós vamos morrer todo mundo junto", afirma, exaltado, o líder religioso aos fiéis, ao questionar se todos seriam presos. Em outro momento, ele também diz que as equipes deveriam estar nas ruas prendendo assassinos, traficantes e ladrões.

Com a bíblia aberta, o pastor e outros fiéis começaram a rezar na calçada da igreja, enquanto um deles rolava no chão.

Segundo o boletim de ocorrência registrado na delegacia de plantão da área, o líder religioso ainda gritou dizendo: "O covid não existe, quem manda aqui é Deus, e não promotor, prefeito e governador".

O pastor também desacatou os fiscais dizendo que todos eram "corruptos, ladrões, assaltantes e só queriam receber dinheiro".

O líder vai responder por desacato, infração de medida sanitária preventiva e desobediência. Ele se recusou a assinar o auto de infração e ainda rasgou a sua via.

Determinação - O decreto 14.380 proíbe circulação de pessoas e funcionamento de diversos comércios das 20h até às 5h do dia seguinte. A "operação conjunta" engloba o MPE (Ministério Público Estadual), Agetran (Agência Municipal de Trânsito), Vigilância Sanitária, Semadur (Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano) e PM (Polícia Militar).