ACOMPANHE-NOS    
JULHO, QUINTA  29    CAMPO GRANDE 

Capital

Instalação de orelhão atende pedido de comunidade e facilita comunicação

Por Nyelder Rodrigues | 25/01/2017 21:17
Orelhão era pedido antigo da comunidade (Foto: Divulgação)
Orelhão era pedido antigo da comunidade (Foto: Divulgação)

A comunicação dos habitantes da comunidade quilombola Chácara Buriti, em Campo Grande, foi facilitada com a instalação ontem (24) de um telefone público, já que a cobertura de sinal oscila no local e dificulta contatos telefônicos. Apesar de ser tido como obsoleto na área urbana, o orelhão será de muita utilizada da comunidade.

Para a líder da comunidade, Lucineia de Jesus, o aparelho chega em boa hora. "Para marcarmos uma consulta e ligarmos de celular para telefone fixo ficava complicado. Agora vamos fazer ligação local e economizar", ressalta.

Além disso, os moradores ainda poderão ser beneficiados eventualmente com a internet residencial vindoura da rede telefônica. "Até estranhamos um pouco quando soubemos que uma das principais reivindicações da comunidade era o telefone público, mas no fim entendemos por que e sua necessidade", frisa o subsecretário da Igualdade Racial, Carlos Versoza.

Ele também lembra que a Caixa Postal e o acesso da comunidade pela rodovia BR-163 são outros pontos que também estão em debate e devem trazer ainda mais melhorias para o comunidade, que fica próxima do distrito de Anhanduí e existe há 86 anos, mas somente em 2005 recebeu a certificação da Fundação Palmares de seus 43 hectares.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário