A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 15 de Novembro de 2018

10/01/2011 12:11

Invasores furtaram e depredaram garagem de veículos em Campo Grande

Ana Maria Assis e Nadyenka Castro
Bandidos invadiram, reviraram documentos, e ainda picharam as salas da garagem de veículos. (Foto: João Garrigó)Bandidos invadiram, reviraram documentos, e ainda picharam as salas da garagem de veículos. (Foto: João Garrigó)

Uma garagem de veículos que fica na rua Salgado Filho, em Campo Grande, foi invadida na neste final de semana. Além do furto, os invasores praticaram atos de vandalismo no local.

O proprietário, Luis Fernandes Rodrigues, 45 anos, montou o estabelecimento há uma semana, e por isso as câmeras de segurança ainda não funcionam. Os bandidos levaram um veículo Fiesta, que já foi encontrado, além de uma pasta com documentos, aparelho de ar-condicionado, máquina fotográfica digital, garrafas de cerveja, três cadeiras de fio e um aparelho de som.

Na garagem havia também um trator, um Gol modelo antigo, uma moto e um cachorro pit bull, que não foram levados. O proprietário conta que hoje por volta das 7h30, um vizinho ligou e contou que tinham entrado no local.

Ao chegar, o proprietário encontrou a garagem invadida, pichada e depredada. A polícia encontrou o Fiesta horas depois perto do Parque Laucídio Coelho. No vidro estava pichada a expressão: “Vida Louca”.

As duas salas da garagem foram arrombadas e as portas de vidro foram quebradas. Em uma das salas, também havia pichação. Em uma das paredes estava escrito “Polícia demorou” e, ainda, palavrões. As iniciais P.E. também foram pichadas.

A carenagem da moto XTZ foi levada e o que sobrou do veículo foi riscado. Segundo Luis Fernandes, eles tentaram travar a moto para levá-la, mas não conseguiram. Uma equipe da Defurv (Delegacia Especializada de Furtos e Roubos de Veículos) foi até o local e a perícia foi feita nesta manhã.

Invasão - Para entrar na garagem de veículos, os bandidos quebraram duas correntes grossas e soltaram o cachorro, chamado “Touro”. O delegado Geraldo Barbosa afirmou que a impressão é de que os invasores teriam agido por vingança, pelas pichações e pelo vandalismo. No entanto, o proprietário afirma que nem imagina quem tenha feito isso e por qual razão.

A cerca elétrica e as câmeras não estavam funcionando por que ainda seriam ligadas nos próximos dias. Existem suspeitas, conforme o delegado, de que o Fiesta tenha sido usado em um assalto no Carandá Bosque.

Outro caso na região - Éder Andrade, 31 anos, proprietário de uma garagem também na Salgado Filho, afirmou que em dezembro, no dia 4, entraram no seu estabelecimento e quebraram os vidros, levando apenas uma máquina fotográfica. Ele disse que no dia as sete câmeras de segurança estavam desligadas, mas que além delas, agora a garagem funciona com mais um sensor de alarme.



Eu sou a favor da população se armar e contra-atacar esses bandidos, os policiais de campo grande são muito fracos, a cidade ta crescendo e os policiais não recebem um treinamento descente !
 
Antonio Gurgel em 11/01/2011 07:45:39
Isso é consequencia do desarmamento imposto por politicos demagogos q sempre estão cercados de segurança pago pelo proprio povo. No referendo do desarmamento foi visto
que a população não quer ficar a merce de bandidos, em uma sociedade na qual o estado
não cumpre com o seu dever de dar segurança ao povo.
Hoje a "arma" esta na mão do bandido e as pessoas de bem são as vitimas sem ter como
se defender.
Isso é Brasilllllllllll !!!!!!!
Continuem votando nessa corja q a coisa vai piorar .
 
Marco Aurelio em 11/01/2011 03:54:47
sempre nas proximidades da nhanha, misterio?????
 
jose carlos em 10/01/2011 12:41:55
eu gostaria muito de ter informaçoes de quem sao esses vandalos, eles levaram 03 cadeiras essas de corda de naylon de cor marron, um aspirador de po de cor azul, e um sonzinhos desses pequenos do paraguai que tem varias luzinhas piscando quando ta ligado, entao se voce ver algum vizinho que tenha aparecido com essas cadeiras por favor me liga 9236 2326, sao esses pequenos detalhes que podemos chegar nos autores desse tipo de vandalismo, pessoas possivelmente que nao tem educaçao e nem respeito pelas coisas das pessoas, se o cara roubar para sustentar a familia que esta com fome e uma coisa mas roubar para curtir , fazer gracinhas escrever na parede , dar uma de loucao,e outra coisa,hoje se a pessoa trabalhar em qualquer area da construçao civil da pra ganhar no minino 300 por semana que da um baita salario digno para sustentar a sua familia sem precisar roubar. por favor se souber de algo me liguem.
 
luiz fernandes em 10/01/2011 08:41:05
Não adianta falar em fazer operações na vila nhá-nhá,... ou outra. Isso tem que ser a qualquer ora do dia ou da noite, viaturas descaracterizadas, primeiro depois as caracterizadas, e ainda "A POLÍCIA, NÃO DIVULGAR ONDE, QUANDO, E A QUE HORAS FARÃO OU FARIAM A OPERAÇÃO", pois assim ninguém nunca vai pegar o "bagulho" pesado, só os songa monga!
 
Marcelo Max em 10/01/2011 07:35:49
Direito de resposta !!!! Por que só na nhanha ?????
 
Claudio Gomes em 10/01/2011 03:25:24
Porque não se faz uma operação seria na nhanhá. Todos os dias aparecem novas vítimas. Todos os dias os noias estão vendendo o "lucro" do dia para os receptadores localizados na av Ernesto Geisel. A policia sabe quem rouba, sabe onde são receptados. Somente as vítimas e que não sabem quando o tormento terá fim.
 
valter oliveira em 10/01/2011 03:19:09
Nha Nhá, né?!
 
Laudo César em 10/01/2011 02:45:24
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions