ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, SEGUNDA  06    CAMPO GRANDE 31º

Capital

Dono teve de esperar 10 dias para se livrar de árvore que fechou funilaria

Carro, muro, portão e parte do comércio foram destruídos no Jardim América

Por Dayene Paz e Ana Lívia Tavares | 25/10/2021 09:40
Comércio e carro foram destruídos por árvore. (Foto: Marcos Maluf)
Comércio e carro foram destruídos por árvore. (Foto: Marcos Maluf)

O funileiro Matusael Antônio de Oliveira, 63 anos, contabiliza o prejuízo. "Em torno de R$ 40 mil", diz o empresário que há 10 dias, teve o comércio destruído por um Ipê roxo, durante vendaval. Sem poder abrir as portas, ele ainda terá que arcar com os reparos do carro de um cliente, destruído pela árvore.

Só nesta segunda-feira (25), o Corpo de Bombeiros esteve no local - na Rua Paraguai, Jardim América - para fazer o corte e retirada do Ipê. O trabalho deve durar até o início da tarde, por se tratar de uma árvore de grande porte.

O Ipê caiu durante o temporal que atingiu Campo Grande na sexta-feira, 15 de outubro. "Eu vi que fez um redemoinho de vento e a árvore estava balançando muito. Então, entrei na parte coberta da oficina e só ouvi a hora que ela desceu. Fez um barulho enorme quando caiu em cima do carro. Foi um susto", comentou Matusael.

Ele ainda explicou que o Ipê era monitorado pela Prefeitura. No entanto, as equipes deixaram de fazer o monitoramento há um ano. "Esse Ipê era monitorado pela prefeitura, não podia cortar, fazer nada. Quando eu me mudei para o imóvel, era uma árvore pequena, mas depois foi ficando enorme. Agora, deu nisso e eu que vou ter que pagar o prejuízo, o carro do cliente", disse.

Matusael contou ainda que o cliente foi compreensivo, pois não havia muita coisa a ser feita. Além do carro, o muro, portão e parte do comércio foram destruídos. "Não consigo atender nenhum cliente", lamentou o homem.

Carro destruído por Ipê. (Foto: Marcos Maluf)
Carro destruído por Ipê. (Foto: Marcos Maluf)

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário