ACOMPANHE-NOS    
MAIO, TERÇA  24    CAMPO GRANDE 20º

Capital

Jovem denuncia ter sido agredido a pauladas em clínica de reabilitação

Rapaz afirma que coordenador e segurança da instituição são autores de agressão

Por Ana Oshiro | 21/02/2021 15:00
Um dos espaços da clínica de reabilitação Amor à Vida (Foto: Reprodução/Facebook)
Um dos espaços da clínica de reabilitação Amor à Vida (Foto: Reprodução/Facebook)

Jovem, de 25 anos, internado na clínica de reabilitação Amor à Vida, no Bairro Chácara dos Poderes, em Campo Grande, denuncia que foi agredido, na manhã deste domingo (21), pelo coordenador e pelo segurança da clínica com um pedaço de madeira e galho de árvore.

Internado compulsoriamente pela própria mãe, há dois meses e 10 dias, a vítima alega que estava na lavanderia do local quando pediu ao coordenador para fazer uma ligação, o homem teria respondido de forma grosseira e uma discussão iniciou.

De acordo com o jovem, o segurança do local entrou na briga e, junto com o coordenador, passou a agredir o rapaz com uma vara, feita com galho de árvore, e um pedaço de madeira, deixando diversas lesões aparentes em todo corpo da vítima, principalmente nas costas e pernas.

O rapaz conseguiu um celular emprestado com outro interno da clínica e ligou para sua esposa, informando que havia sido agredido e pedindo que ela avisasse a família. Ao saber da denúncia, a mãe da vítima foi à instituição questionar a forma que o filho havia sido tratado.

A  administração da clínica informou que o jovem estava sem controle e não era mais possível tê-lo como interno, por isso ele seria desligado da instituição. O Campo Grande News conseguiu contato com o coordenador da instituição, Eric Souza Amazonas, que afirmou que o paciente se automutilou.

"Vou registrar um boletim de ocorrência por calúnia e danos morais contra a família. O paciente se arranhou e se bateu com vara em um momento de surto. Ele está em fase de negação do tratamento", revelou.

O caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro como lesão corporal dolosa.

Matéria atualizada às 17h30 para acréscimo de informações. 

Nos siga no Google Notícias