A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

06/05/2016 15:50

Jovem é condenado a 9 anos, perde direito de dirigir, mas seguirá livre

Amanda Bogo
Richard no banco dos réus pela morte do segurança Davi Del Vale (Foto: Fernando Antunes)Richard no banco dos réus pela morte do segurança Davi Del Vale (Foto: Fernando Antunes)
Lays, a viúva: sabia das brechas da justiça brasileira (Foto: Fernando Antunes)Lays, a viúva: "sabia das brechas da justiça brasileira" (Foto: Fernando Antunes)

O jovem Richard Ildivan Gomide Lima foi condenado a nove anos de prisão em regime fechado por matar o segurança Davi Del Vale Antunes em um acidente na avenida Afonso Pena no dia 31 de maio de 2012. A sentença foi proferida pelo Juiz Aluizio Pereira dos Santos na tarde desta sexta-feira (6), na 2ª Vara do Tribunal do Júri de Campo Grande. Por ser réu primário e ter conseguido um habeas corpus, ele segue em liberdade até o julgamento de recursos.

Richard foi condenado a nove anos por homicídio consumado com dolo eventual, ou seja, quando a pessoa toma atitudes irresponsáveis e assume o risco do resultado, e mais nove meses por abandonar o local do acidente, além de ter a habilitação suspensa. O rapaz foi absolvido pela acusação de omissão de socorro, quando o juri entendeu que a namorada, que falava ao telefone com o rapaz no momento do acidente, acionou o Corpo de Bombeiros e prestou atendimento à vítima.

O promotor do caso, João Meneghini Girelli, afirmou que a sentença está dentro do que a promotoria esperava. “Não é o que satisfaz a vontade de justiça da família e não é o que o Ministério Público quer, mas dentro do que podia ser decidido hoje, o resultado foi satisfatório”, disse.

A esposa da vítima, Lays Mariane Oliveira da Silva, saiu do julgamento alegando estar satisfeita com o trabalho da promotoria e com o resultado. “Eu fui alertada, sabia das brechas da justiça brasileira, mas estou satisfeita com o trabalho do promotor. Ele foi maravilhoso e defendeu o que eu achava importante”, declarou.

A defesa pretende recorrer da sentença. Um dos advogados de Richard, Jakson Yamashita, declarou que a defesa buscava pela anulação das acusações. Mas, que o resultado está dentro do esperado e no recurso vão pedir a redução da pena.

O acidente -  O caso ocorreu em 2012. O motociclista Davi Del Vale Antunes voltava do trabalho e parou em um semáforo, na avenida Afonso Pena, em frente ao Shopping Campo Grande. Ele foi atingido pelo Punto conduzido por Richard. 

Com o impacto da batida, Davi foi arremessado a 38 metros do local do acidente e morreu na hora. Richard chegou a fugir do local, mas parou a cerca de 250 metros com problemas no carro. Ele foi preso em flagrante. 

Após quatro anos, jovem que matou segurança no trânsito vai à júri
Será julgado nesta sexta-feira (6), a partir das 8h, o jovem Richard Ildivan Gomide Lima, acusado de matar o segurança Davi Del Vale Antunes ao colid...
Maioria prefere pagar taxa de lixo em fatura separada, aponta enquete
A maioria dos leitores participantes da enquete da semana diz que prefere pagar a taxa do lixo em um boleto separado da fatura de água ou luz. O valo...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions