ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, QUARTA  28    CAMPO GRANDE 24º

Capital

Jovem morto a tiros tinha longa ficha criminal desde a adolescência

Adriano Fernandes | 16/12/2016 16:00

O jovem Vitor Hugo Gomes Fernandes, de 20 anos, que morreu na madrugada desta sexta-feira (16) depois de levar um tiro no peito, na Avenida Bandeirantes, na Vila Nhanhá, tinha extensa ficha criminal e dois mandados de prisão preventiva decretados pela justiça.

Conforme a Polícia Civil, desde 2013 o rapaz acumulava um total de 12 boletins de ocorrência por crimes como porte ilegal de armas, tráfico de drogas e roubo. Em junho deste ano, Vitor teve dois mandados de prisão preventivos decretados, por uso irregular de armas de fogo e o outro por furto qualificado.

Esta madrugada (16) o rapaz e um outro jovem, Gabriel Mendes Santos, de 18 anos, foram baleados na Vila Nhanhá e socorridos por um veículo Golf. Mas durante o trajeto até o hospital o carro se envolveu em acidente de trânsito no cruzamento das ruas Quatorze de Julho com a Marechal Rondon.

Ainda conforme registro policial, em seguida eles foram levados por uma testemunha que conduzia um veículo Peugot 307, preto, para a Santa Casa, mas Vitor não resistiu ao ferimento. Já Gabriel foi baleado na virilha, mas não precisou passar por cirurgia e foi liberado, no início desta tarde (16) após ter ficado em observação. Ele não tem passagens pela polícia.

O crime - A Polícia Militar foi acionada pela Santa Casa informando de que na unidade havia dado entrada dois homens baleados. Um deles havia morrido. No hospital, Gabriel não soube dizer os motivos do crime e muito menos o endereço correto onde foram baleados. Ele contou apenas que estava junto com Vitor, quando dois homens em uma motocicleta passaram atirando.

O caso esta sendo investigado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro.

Nos siga no Google Notícias