ACOMPANHE-NOS    
NOVEMBRO, SEGUNDA  30    CAMPO GRANDE 34º

Capital

Jovem nada em avenida após chuva de primavera, que este ano deve ser rotina

Previsão é de outubro com média de chuva maior que anos anteriores em Mato Grosso do Sul

Por Ângela Kempfer | 20/10/2019 10:14
Confira a Galeria de Imagens:
Homem se joga na água, no cruzamento da Avenida Gunter Hans.
Homem se joga na água, no cruzamento da Avenida Gunter Hans.

A chuva deve cair acima do padrão nesta primavera em Mato Grosso do Sul, segundo o Cemtec (Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima de Mato Grosso do Sul). O temporal de ontem, em Campo Grande, reforçou a previsão de um outubro alagado. A tarde na Capital rendeu imagens de árvores caídas, água invadindo prédios, ventos destelhando casas, carros arrastados pela enxurrada e até morador nadando em avenida movimentada.

No Bairro Coophavila II, vídeo mostra um rapaz nadando no cruzamento da Rua Marambaia com a Avenida Gunter Hans. Nas imagens, os amigos dão risada, mas também advertem o jovem sobre os perigos da água da chuva, que pode transmitir doenças como micose, hepatite e leptospirose. Veja o vídeo enviado pelo Canal Direto das Ruas.

Neste domingo, novas pancadas de chuva devem cair à tarde, com alerta para maior intensidade durante a noite, a partir de 20h, não só em Campo Grande, mas em todo o Estado. A segunda-feira na Capital deve permanecer chuvosa durante todo o dia.

A probabilidade de água acima do padrão pode ser atribuída à passagem de sistemas frontais (compostos geralmente por uma frente fria, uma frente quente e um ciclone) e formação de sistemas de baixa pressão atmosférica - muitas nuvens, chuvas e tempo severo.

Conforme dados do Cptec/Inpe (Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), os valores históricos de chuva acumulada para Campo Grande durante a primavera são de 81,1 mm em setembro, 130 mm em outubro e 110 mm em novembro.

Ainda de acordo com prognóstico do Cemtec, o modelo de previsão de temperatura média indica alta probabilidade de que as temperaturas fiquem mais elevadas que o normal em grande parte de Mato Grosso do Sul, com termômetros até 1°C acima da média. A exceção deve ser a região nordeste do Estado, onde a previsão é de temperaturas dentro do normal.

O boletim do Cemtec resume que essas condições significam que Mato Grosso do Sul pode ter dias com temperaturas bastante altas e outros com registros mais baixos ou dentro da média. Os valores muito elevados podem ser explicados pela forte radiação solar e maior frequência de dias com céu claro.

Veja imagens da chuva de ontem:

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário