ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, QUARTA  08    CAMPO GRANDE 21º

Capital

Jovem preso por dar tiros para o alto paga fiança e é liberado

Justiça decidiu pela liberdade provisória e arbitrou fiança no valor de R$1,1 mil

Por Ana Lívia Tavares | 22/10/2021 15:16


Gabriel Valdonado de Souza que “comemorou” aniversário de 23 anos na prisão, depois de dar tiros para o alto nas ruas do Bairro Danúbio Azul, em Campo Grande, desacatar policiais e ainda danificar uma viatura, teve a liberdade provisória concedida nesta sexta-feira (22).

O rapaz que afirma trabalhar como jardineiro passou por audiência de custódia e teve a substituição do flagrante por medidas cautelares, após o pagamento de fiança arbitrada em R$ 1.200,00 (mil e duzentos reais). Gabriel é conhecido da polícia e tem passagens desde a adolescência por receptação, ameaça, tráfico de drogas e até homicídio.

A última prisão aconteceu na noite desta quarta-feira (20). Imagens registraram o rapaz no momento em que ele coloca a mão para fora do carro e realiza diversos disparos. No vídeo, os tiros são “clarões”. A cena também foi vista pelos moradores da região, que logo ligaram para a polícia.

Em rondas, os militares do Batalhão de Choque encontraram Gabriel, que tirou algo do bolso e jogou no banco. Depois fugiu a pé. Além de não obedecer os policiais, o rapaz ainda os desacatou. Foi preciso usar spray de pimenta e algema para prender Gabriel, que estava visivelmente bêbado.

Dentro do carro foi encontrada uma munição calibre 9 milímetros intacta. Ainda segundo o boletim de ocorrência, depois de ser colocado dentro da viatura, o rapaz deu chutes e socos até quebrar o compartimento de presos.

Na delegacia, no entanto, o rapaz deu outra versão. Afirmou que foi agredido no rosto pelos policiais com um tapa e depois de ser submetido à busca pessoal, foi acusado de ser o rapaz da filmagem. Levou socos no rosto e na barriga e foi jogado na viatura.

Sobre o dano no compartimento de presos, ele afirmou que os policiais jogaram gás lacrimogênio antes de fecharam a porta, por isso, empurrou as grades para sair. Ele também negou a autoria dos disparos.

Gabriel foi preso por ameaça, resistência, desacato, porte ilegal de arma de fogo de uso permitido, disparo de arma de fogo e dano qualificado.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário