A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

27/11/2012 19:24

Justiça atende pedido da Prefeitura e libera obras em aterro

Nyelder Rodrigues
Prefeitura vai fechar as atividades no dia 31 de dezembro no lixão, transferindo depósito de resíduos sólidos no novo aterro (Foto: Rodrigo Pazinato)Prefeitura vai fechar as atividades no dia 31 de dezembro no lixão, transferindo depósito de resíduos sólidos no novo aterro (Foto: Rodrigo Pazinato)

A decisão de paralisação das obras no lixão e atividade no aterro sanitário de Campo Grande foi revogada nesta terça-feira (27).

A revogação foi feita após a prefeitura anexar novo documento da Funasa (Fundação Nacional de Saúde) atestando que o aterro está 100% pronto e em condições de funcionamento.

Documento da Funasa de 30 de outubro afirmava que apenas 46% do aterro estava pronto, o que fez o MPF (Ministério Público Federal) pedir que o fechamento do atual lixão fosse cancelado, e as obras no novo aterro paralisadas.

Com isso, a prefeitura pediu reconsideração e juntou ao processo novo laudo, do dia 23 de novembro, que através de visita técnica ao local, fez constatação da execução das obras que faltavam para dar a destinação correta aos resíduos sólidos da Capital.

Conforme a nova decisão, o novo laudo constata a finalização da lagoa de chorume bruto, com bombeamento para a Estação de Tratamento de Esgoto do Jardim Los Angeles, operado pela Águas Guariroba.

A licença ambiental de operação também foi anexada ao processo pela prefeitura, junto ao documento da empresa Concessionária Águas Guariroba, que reafirmou o compromisso em tratar e dar destinação correta ao chorume produzido no aterro em até três litros por segundo.

Bloqueio de contas e esclarecimentos - Apesar da liberação da atividade no novo aterro, a Justiça manteve o bloqueio das contas, pois os contratos referentes à construção e operação do aterro sanitário seguem em análise. O objetivo do bloqueio é o de resguardar eventual ressarcimento.

Além disso, a Funasa terá que prestar esclarecimentos em cinco dias para justificar a diferença existente entre o conteúdo dos laudos em um período de menos de um mês.



TINHAM QUE PERGUNTAR PARA OS MORADORES COMO ESTA O FEDOR NAQUELE LUGAR.
 
SUZY MARIA DIAS em 28/11/2012 09:33:29
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions