ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SEXTA  30    CAMPO GRANDE 20º

Capital

Justiça manda SUS fornecer remédio importado para tratamento de Filipe

Por Marta Ferreira | 01/11/2011 13:09
Menino tem doença rara, que age de forma parecida ao câncer. (Foto: Álbum de família)
Menino tem doença rara, que age de forma parecida ao câncer. (Foto: Álbum de família)

Decisão do juiz federal Odilon de Oliveira determinou que o SUS (Sistema Único de Saúde) forneça ao garoto Filipe Coppo Wolff, de 3 anos, o medicamento importado clorafabine, para tratamento de uma doença rara, descoberta quando o garoto tinha menos de 2 anos. A decisão liminar dá prazo até terça-feira que vem para que as providências sejam tomadas.

Como a decisão é provisória, a União, que é a parte acionada, pode recorrer, o que ainda deixa a situação em suspenso, embora já seja uma vitória. “Ficamos muito esperançosos”, afirma o pai de Filipe, Guilherme Wolff.

A família está fazendo campanha para conseguir o valor necessário ao medicamento, que tem custo total de R$ 142 mil. O pecuarista Antonio Moraes já havia doado R$ 50 mil, suficiente para 10 doses. O processo de importação já foi concluído e a família aguarda a chegada do medicamento.

Mas antes de poder usar o remédio, Filipe deverá ir aos Estados Unidos, para uma consulta com o médico responsável pela pesquisa com o clorafabine,medicamento que é originalmente usado contra leucemia, mas que está sendo experimentado, com casos de sucesso, para tratar a doença de Filipe, histiocitiose de células Langer Hans, que afeta vários órgãos, de forma semelhante a um câncer.

O pai disse que a ida aos Estados Unidos foi decidida pela família e equipe médica para confirmar que o uso da medicação pode ajudar o garoto. “Queremos evitar quaisquer dúvidas”.

A campanha por Filipe continua, apesar da decisão judicial, por conta da necessidade de ir aos EUA e também pela situação indefinida, pois a decisão judicial ainda não é definitiva.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário