ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, QUINTA  29    CAMPO GRANDE 24º

Capital

Ladrões aproveitam luto e furtam casa 2h20 após dono ser morto a tiro

Suspeitos foram vistos dentro da residência por equipe do GOI durante buscas por autor de homicídio

Por Ana Paula Chuva | 01/12/2023 14:59
Corpo de Moizes e movimentação policial no local onde homicídio aconteceu (Foto: Osmar Daniel Veiga)
Corpo de Moizes e movimentação policial no local onde homicídio aconteceu (Foto: Osmar Daniel Veiga)

Juan Luiz Vieira da Silva, 29 anos, conhecido como “Lontrinha”, foi preso na noite desta quinta-feira (30), por furtar a casa de Moizes Serra Correia, 45 anos, duas horas e vinte minutos depois de ele ter sido morto a tiros na Rua São Gregório, Bairro Santa Luzia. Um outro envolvido no furto fugiu.

Conforme boletim de ocorrência, equipe do GOI (Grupo de Operações e Investigações) fazia diligências para encontrar o suspeito do homicídio e foi até a casa da vítima, no Bairro Jardim da Mooca. Ao chegar no local, ouviu barulhos dentro da residência e viu que alguém havia saído correndo pelos fundos.

Em seguida, dois homens foram vistos correndo em um terreno baldio ao lado da casa e, quando chegaram na rua lateral, subiram em uma motocicleta vermelha e deram início à fuga. Os policiais iniciaram a perseguição e após 500 metros, um dos suspeitos pulou do veículo e correu para uma área de mata.

O outro suspeito, identificado depois como Juan, acabou caindo com a moto dentro de um terreno na Rua Juraci Elizeu da Silva. Ele ainda tentou pular muros das casas, mas foi contido pelos policiais. Com ele foi encontrado um relógio, dois cartões de banco, R$ 149 em dinheiro, uma pulseira dourada e um aparelho celular.

A equipe então voltou para a casa da vítima junto com o suspeito e viu pela janela que o local estava todo revirado. Como não tinha ninguém no local, eles entraram pela janela e viram que a dupla havia usado uma chapa de ferro e um toco para pular o muro na fuga. Uma mochila com diversos pertences foi encontrada na residência.

Juan chegou a dizer que o suspeito que fugiu era seu sobrinho, mas depois mudou dizendo que o homem era seu amigo, identificado apenas como Anderson “Gordinho”. Momentos depois, ele mudou novamente a versão e disse que seu comparsa seria Alexsandro Neves Nascimento, inclusive, o reconheceu por foto.

Os policiais suspeitaram que a dupla pudesse estar envolvida na morte de Moizes e então procuraram por uma arma de fogo no terreno por onde eles fugiram, mas nada foi encontrado. Juan foi preso em flagrante por furto qualificado.

Ele foi levado para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Cepol e optou por ficar em silêncio durante o depoimento. O rapaz tem passagens por homicídio simples, furto, violência doméstica, estupro de vulnerável e porte ilegal de arma de fogo. Já o outro suspeito ainda não foi encontrado.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News.

Nos siga no Google Notícias