A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

04/11/2011 17:01

Liberdade para pecuarista que matou amante é novamente negada, pelo TJ

Marta Ferreira
Pecuarista foi preso logo após crime. (Foto: Wendell Reis)Pecuarista foi preso logo após crime. (Foto: Wendell Reis)

O desembargador Paschoal Carmello Leandro rejeitou hoje o pedido de liberdade para o pecuarista José Alberto dos Santos Rosa, de 70 anos, réu pelo assassinato da vendedora Rosana Camargo de Assis, de 28 anos. O crime aconteceu no dia 8 de outubro e a motivação apontada foi a insatisfação de José Alberto com o término do relacionamento que ele a vítima mantinham.

Ele está preso desde o dia do crime e já foi denunciado à Justiça pelo MPE (Ministério Público Estadual), por homicídio duplamente qualificado, por motivo fútil e recurso que dificultou a defesa da vítima. O julgamento será por júri popular e a pena pode chegar a 30 anos.

José Alberto está no Presídio de Trânsito, onde ficam os que estão aguardando julgamento.

A defesa dele pediu primeiro a liberdade provisória, ou prisão domiciliar, ao juiz do caso, Alexandre Ito, que rejeitou o pedido. A saúde dele foi um dos argumentos para a solicitação. Conforme os advogados da defesa, Renê Siufi e Honório Suguita, o pecuarista sofre de hipertensão, é diabético e tem problemas renais.

Com a negativa do juiz, os advogados entraram com habeas corpus no TJ (Tribunal de Justiça), que teve a liminar rejeitada. Agora, ainda falta a decisão final, de um colegiado de magistrados.

Andamento do processo- Ainda não há audiências marcadas no processo, mas o promotor do caso, Fernando Zaupa, já relacionou seis testemunhas de acusação, que devem ser as primeiras a serem ouvidas.



Isso mesmo, tem que manter preso! Assassino não tem vez!
 
Antonio Carlos Azuaga em 05/11/2011 09:02:00
Calma gente , negaram somente a liminar até agora .
 
Marcos Ivan em 04/11/2011 11:07:47
Diabético e hipertenso, mas só para ficar preso não é? Ou ficou assim depois que matou a amante?
 
Hilda França em 04/11/2011 09:01:26
É ISSO AI, A JUSTIÇA TEM QUE SER IGUAL PARA TODOS. GOSTEI DAQUELE DELEGADO QUE DEU ENTREVISTA ONTEM NO MS TEVE. NÃO TEM QUE DAR COLHER DE CHÁ, NÃO.
 
jose carlos em 04/11/2011 06:17:47
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions