A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

24/01/2012 10:35

Mãe de 35 anos dá a luz sozinha no banheiro de casa no Jardim Noroeste

Marta Ferreira e Paula Vitorino

A menina Samara foi o segundo filho que Marilene da Silva teve dessa forma. O outro, de 12 anos, acompanhou o parto junto com os irmãos, entre eles uma adolescente grávida de 8 meses

Minutos após nascer, Samara no colo de uma vizinha, e a mãe, na maca dos bombeiros. (Foto: João Garrigó)  Minutos após nascer, Samara no colo de uma vizinha, e a mãe, na maca dos bombeiros. (Foto: João Garrigó)

Os bombeiros até foram chamados, mas quando chegaram ao número 211 da rua Frei Caneca, no Jardim Noroeste, em Campo Grande a pequena Samara já havia nascido, nesta manhã. Foi o segundo filho que a mãe da menina, Marilene Faria da Silva, teve “sozinha”, indo ao banheiro.

O parto levou minutos e mobilizou os vizinhos e a família, incluindo os outros 4 filhos de Marilene, entre eles Sirlene, de 16 anos, grávida de 8 meses. Foi ela quem ouviu os gritos da mãe, quando estava no quarto, e que, ao chegar ao banheiro, viu que o bebê havia nascido.

Ainda ofegante do parto, a mãe disse que foi tudo muito rápido. Ela havia acabado de entrar no nono mês e hoje tinha consulta médica, no posto de Tiradentes. “Não sabia como seria o parto ainda”.

Foi a filha Sirlene que acionou os bombeiros. Eles foram ao local e levaram mãe e filho para a maternidade Cândido Mariano. Informaram que, embora Marilene e a menina estivessem aparentemente bem, a ida ao médico é essencial, por exemplo para a retirada da placenta e o curativo no umbigo da criança.

Em casos assim, a pergunta que não se cala: quem cortou o cordão umbilical? Em meio à surpresa e ao susto de ver um bebê nascer no banheiro de casa, ninguém se lembra, mas a criança já estava sem o cordão quando os bombeiros chegaram.

A família tem ascendência indígena, da etnia Terena, e a vó da criança, Maria Faria da Silva, 73 anos, contou que teve todos os filhos em casa, mas com uma parteira. Ela até brincou:“Parece que esse já nasceu pronto”.

Cleir, de 12 anos, que também nasceu de forma parecida, em Aquidauana, assistiu tudo junto com os irmãos. As crianças ficaram assustadas, chegaram a chorar, mas quando viram que Samara e a mãe estavam bem, tudo se acalmou e restou a história emocionante para ser contada nas festas de família.

Promotoria e prefeitura firmam acordo para recuperar área de preservação
Foi celebrado entre o MPE (Ministério Público Estadual) e a prefeitura de Campo Grande acordo para recomposição da vegetação nativa da área de preser...
Concurso recebe inscrições para 83 vagas técnico-administrativas
Seguem abertas as inscrições para o concurso que oferece 83 vagas para técnico-administrativos em Educação na UFMS (Universidade Federal de Mato Gros...
Vice-governadora visita projeto em que detentos reformam escolas
O projeto "Pintando e Revitalizando a Educação com Liberdade", desenvolvido pelo Poder Judiciário estadual, foi conhecido e elogiado na sexta-feira (...
Crianças do Vespasiano Martins recebem Papai Noel e ganham presentes
As crianças do loteamento Vespasiano Martins, na periferia de Campo Grande, receberam a visita especial do Papai Noel neste sábado (16). Foram distri...


NOSSA QUE COISA LINDA ESSA HISTÓRIA ,ELA É MINHA VIZINHA DE FRENTE E UM DIA ANTERIOR EU TINHA PERGUNTADO SE O BEBE NÃO IA NASCER E ELA TINHA ME DITO QUE ESTAVA TODA INCHADA MAS NÃO SABIA QUANDO SERIA O PARTO POIS ELA IRIA AO MÉDICO SABER PARABENS A ELA SÓ ESPERAR ELA SAIR DO HOSPITAL PARA EU IR VISITAR O BEBÊ DELA
 
carla de souza em 24/01/2012 12:51:11
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions