A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 24 de Agosto de 2019

04/07/2019 11:11

Mãe que espancou será monitorada e não poderá se aproximar dos filhos

A autora passou por audiência de custódia nesta manhã no Fórum e teve a liberdade provisória concedida pela Justiça

Viviane Oliveira
Caso foi registrado na Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente (Foto: arquivo/Campo Grande News) Caso foi registrado na Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente (Foto: arquivo/Campo Grande News)

A mulher de 27 anos que foi presa no início da tarde de ontem (3) no Bairro Santa Luzia, em Campo Grande, por bater no filho de 5 anos com cabo de vassoura, teve a liberdade provisória concedida pela Justiça em audiência de custódia nesta manhã no Fórum.

Porém, ela terá que usar tornozeleira eletrônica e não poderá se aproximar dos filhos, mantendo distância de no mínimo 300 metros. A decisão é do juiz Ricardo Galbiati. Aos policiais, a mãe contou que batia para que os filhos “criassem responsabilidade” para limpar e arrumar a casa. 

Além do menino, a mulher tem outros três filhos, de 1, 3 e 7 anos. A menina de 3 anos contou ao setor psicossocial que ontem também apanhou da mãe e que as agressões são comuns. O garoto de 5 anos foi encontrado com hematomas nas costas e no bumbum. A Polícia Militar foi acionada pelos vizinhos após ouvirem os barulhos das agressões.

A mulher foi presa em flagrante e levada à Depca (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente). A autora, segunda a polícia, já tem quatro passagens por maus-tratos. O advogado Alessandro Rospide, que faz a defesa da mulher, explicou que a agressão aconteceu por uma soma de fatores. “Questão social, ausência do pai, estresse do dia a dia. Há dias o menino estava rebelde, não obedecia à mãe, respondia. Ela estava limpando a casa e, em um lapso deu a vassourada”.

A delegada Franciele Candotti já havia solicitado à Justiça medida protetiva para a criança de 5 anos. A mulher foi indiciada por lesão corporal dolosa, quando há intenção de agressão. O menino ficou aos cuidados do pai. 

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions