A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 21 de Setembro de 2018

18/05/2018 11:15

Mais 2 alvos de ação contra pedofilia têm prisão mantida pela justiça

Os três suspeitos foram flagrados com pornografia infantil durante a Operação Luz da Infância

Geisy Garnes e Liniker Ribeiro
Rafael foi preso no Jardim Columbia (Foto: Saul Scharmm)Rafael foi preso no Jardim Columbia (Foto: Saul Scharmm)
Policiais com matérias apreendido na casa de Aluísio (Foto: Saul Scharmm)Policiais com matérias apreendido na casa de Aluísio (Foto: Saul Scharmm)

O músico Rafael Ferreira Garcia de 23 anos e o eletrotécnico Aluísio Bohn, de 27 anos, tiveram preventiva decretada na manhã desta sexta-feira (18), durante audiência de custódia em Campo Grande. Assim como o policial civil Paulo Manoel Eugênio Elesbão Silva, a dupla foi flagrada com imagens de pornografia infantil durante a Operação Luz da Infância II.

Na decisão, o juiz David de Oliveira Gomes Filho acatou o pedido da delegada Marília de Brito - titular da DEPCA (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente) - e manteve os suspeitos presos. O investigador flagrado operação, também teve a preventiva decretada.

Rafael foi preso no Jardim Columbia por policiais da DEPCA e da DEH (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Homicídio).

Já Aluísio foi encontrado na casa dos pais no Coophavila 2 pelo Garras (Grupo Armado de Resgate e Repressão a Assaltos e Sequestros). Com ele, a polícia apreendeu 60 vídeos de pornografia infantil. Em depoimento, o eletrotécnico afirmou que não tinha a intenção de baixar os filmes.

“Ele diz claramente ele fazia pesquisas e buscava filmes pornograficos no torrent e os filmes infantis vinham juntos”, afirmou Márcio Almeida, advogado do engenheiro, em entrevista ao Campo Grande News em frente a delegacia na tarde de ontem.

Os dois suspeitos respondem por apresentar, produzir, vender, fornecer, divulgar ou publicar, por qualquer meio de comunicação, inclusive rede mundial de computadores ou internet, fotografias ou imagens com pornografia ou cenas de sexo explícito envolvendo criança ou adolescente.

Luz da Infância - A operação desta quinta-feira (17) foi realizada em todo o País em combater a pedofilia. No Mato Grosso do Sul a ação resultou na prisão de sete pessoas. Dos alvos da Polícia Civil, quatro foram presos em Campo Grande e outros três em Dourados, Glória de Dourados e Naviraí.

Ao todo, foram cumpridos nove mandados de busca e apreensão. Um vasto material de pornografia infantil foi apreendido pelos policiais, além de computadores, notebooks, CDs, HDs, câmeras fotográficas e pendrives.

Na Capital, além dos três suspeitos que tiveram a preventiva decretada nesta manhã, foi preso Beny Tomonaga, o “Playboy”, de 32 anos. Com ele, em um casa do Chácara Cachoeira, as equipes encontraram munições sem registro. Ele acabou liberado após pagar R$ 3,8 mil de fiança.

Os policiais também cumpriram um mandado de busca e apreensão em uma residência no bairro Rita Vieira, mas o suspeito não foi encontrado. No local, materiais foram apreendidos.

No interior do Estado foram cumpridos mais quatro mandados de busca e apreensão. Em Dourados, o empresário Toni Martins Siqueira, de 29 anos, foi preso em flagrante. Buscas foram realizadas na casa e também na empresa do rapaz, que responderá nos dois artigos.
Em Glória de Dourados foi preso o arquiteto Jonathan Felipe de Souza, de 33 anos, que também responderá nos artigos 241-A e 241-B. Já em Naviraí a polícia prendeu Lucas Nascimbene, de 33 anos.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions