A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 25 de Setembro de 2018

18/05/2018 09:11

Policia Civil lotado na Depac foi preso em operação contra pedofilia

O investigador foi indiciado por dois crimes e passa por audiência de custódia nesta manhã

Geisy Garnes e Mirian Machado
Movimentação em frente a DEPCA durante operção (Foto: Saul Schramm)Movimentação em frente a DEPCA durante operção (Foto: Saul Schramm)

Foi identificado como Paulo Manoel Eugênio Elesbão Silva, de 36 anos, o policial civil preso durante a Operação Luz da Infância II na manhã desta quinta-feira (17), em Campo Grande. Lotado na Depac (Delegacia Especializada de Atendimento Comunitário) Centro, o servidor foi flagrado com imagens de pornografia infantil e acabou indiciado por dois crimes.

Conforme apurado pelo Campo Grande News, Paulo Elesbão se tornou policial civil de Mato Grosso do Sul em 2010. Lotado na Depac Centro, ele foi promovido por merecimento e antiguidade a investigador da classe especial no ano passado.

O investigador foi enquadrado em dois incisos do ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente): Apresentar, produzir, vender, fornecer, divulgar ou publicar, por qualquer meio de comunicação, inclusive rede mundial de computadores ou internet, fotografias ou imagens com pornografia ou cenas de sexo explícito envolvendo criança ou adolescente e adquirir, possuir ou armazenar, por qualquer meio, fotografia, vídeo ou outra forma de registro que contenha cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente.

Nesta manhã, o policial civil e os outros dois suspeitos presos em flagrante pelo mesmo crime durante a operação passam por audiência de custódia no Fórum de Campo Grande. 

A operação - "Luz da Infância 2" foi realizada nesta quinta-feira (17) em todo o País para combater a pedofilia e em Mato Grosso do Sul prendeu sete pessoas em flagrante. Dos alvos da Polícia Civil, quatro foram presos em Campo Grande e outros três em Dourados, Glória de Dourados e Naviraí.

Foram cumpridos ao todo nove mandados de busca e apreensão e um vasto material com pornografia infantil, além de computadores, notebooks, CDs, HDs, câmeras fotográficas e pendrives, foram apreendidos pelos policiais envolvidos nas ações.

Na Capital, além do policial civil foram presos armazenando imagens de pornografia infantil o músico Rafael Ferreira Garcia - preso no Jardim Colúmbia - e o eletrotécnico Aluísio Bohn, de 27 anos, preso no Coophavilla. O quatro suspeito, Beny Tomonaga, o “Playboy”, de 32 anos, foi preso com munições em uma casa do Chácara Cachoeira e liberado após pagar R$ 3,8 mil de fiança.

No interior do Estado foram cumpridos mais quatro mandados de busca e apreensão. Em Dourados, o empresário Toni Martins Siqueira, de 29 anos, foi preso em flagrante. Buscas foram realizadas na casa e também na empresa do rapaz, que responderá nos dois artigos.

Em Glória de Dourados foi preso o arquiteto Jonathan Felipe de Souza, de 33 anos, que também responderá nos artigos 241-A e 241-B. Já em Naviraí a polícia prendeu Lucas Nascimbene, de 33 anos.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions