A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 23 de Fevereiro de 2018

04/09/2017 17:20

Mais um problema: Santa Casa ameaça fechar leitos de psiquiatria

A extinção das vagas significaria a redução de 20% dos leitos no município

Guilherme Henri
Entrada da Santa Casa de Campo Grande (Foto: Marcos Ermínio)Entrada da Santa Casa de Campo Grande (Foto: Marcos Ermínio)

A Santa Casa de Campo Grande cogita fechar o setor de psiquiatria. A extinção das 10 vagas da unidade de saúde significaria a redução de 20% dos leitos que são ofertados pelos hospitais capacitados em oferecer o atendimento na área, considerando que no total, o município possuí apenas 52 vagas.

O Campo Grande News ainda apurou que o assunto foi debatido em reunião com a diretoria do hospital e o comunicado do fechamento já circula entre médicos residentes da ala.

Questionada, a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) por meio de sua assessoria, confirma a denúncia e ainda informa que a possibilidade de fechamento da psiquiatria vem sendo cogitada há meses.

A secretaria informa que não concorda com a medida e, por meio da coordenadoria de saúde mental encara a questão com preocupação, pois a medida pode prejudicar a assistência de pacientes que necessitam deste atendimento em especifico.

Por meio de nota, a secretaria ainda diz que “tem buscado insistentemente um entendimento com o hospital, justamente por conta da necessidade de se manter o atendimento à população. Inclusive, propôs aumentar em pelo menos 6 vezes o financiamento do serviço, entretanto o hospital se mantém irredutível”.

Hoje, além da Santa Casa, o município tem convênio com o Hospital Nosso Lar (30 leitos ) e Hospital Regional (12 leitos) para tratamento psiquiátrico.

Santa Casa – A assessoria de comunicação da Santa Casa informou que não há nenhum comunicado oficial sobre o fechamento do setor de psiquiatria.

Polêmica - No mês passado, o hospital havia fechado os portões do Pronto Socorro para a demanda espontânea de emergências do município, deixando apenas a entrada livre para pacientes regulados. A alegação da unidade de saúde na época foi de que, além da superlotação de pacientes, a Santa Casa opera com déficit de R$ 3 milhões mês. 

Homem morre após ser baleado por rua do Jardim Monte Alegre
Homem, ainda não identificado, morreu depois de ser baleado pela Rua Padre Julião Urquiza, no Jardim Monte Alegre, região sul de Campo Grande. O crim...
Homem é preso com R$ 100 mil de contrabando em shopping
Um homem foi preso pela PRF (Polícia Rodoviária Federal), esta tarde (22), no Estacionamento do Shopping Bosque dos Ipês, transportando carga avaliad...


Talvez seja a oportunidade de o poder público se livrar desse "poço sem fundo" que é a Santa Casa.
Essa instituição é um sugador de recursos públicos que serve para enriquecer muita genta boa de Campo Grande.
O poder público tem que buscar outras alternativas e se livrar das chantagens da Santa Casa.
 
Critico em 05/09/2017 07:48:24
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions