A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

19/06/2013 22:10

Manifestantes covocam população nas ruas do Centro para amanhã

Foram definidas estratégias das comissões de comunicação, da estrutura, advogados presentes, observadores, materiais preventivos e água

Helton Verão
Cerca de 200 pessoas compareceram a Praça do Rádio depois percorreram os principais curzamentos convidando a população (Foto: Vitor Hugo Samudio)Cerca de 200 pessoas compareceram a Praça do Rádio depois percorreram os principais curzamentos convidando a população (Foto: Vitor Hugo Samudio)

Cerca de 200 manifestantes se reuniram no início da noite desta quarta-feira (19) na Praça do Rádio Clube para traçar o planejamento do protesto nesta quinta-feira (20) e com faixas e cartazes aproveitaram para convidar os pedestres e condutores dos veículos que passavam pelo Centro naquele momento.

“Movimento se constrói assim, em comissões, pensando juntos, nada é decidido em 5 pessoas, essas 200 pessoas aqui é que estão cuidando para o melhor do Ato. Aqui está sendo decidido o que fazer, como fazer e que trajeto tomar. Sejamos democráticos! #VemPraRuaCG”, postou em uma rede social o integrante da comissão de comunicação, Vitor Hugo Samudio.

Foram definidas estratégias das comissões de comunicação, da estrutura, advogados presentes, observadores, materiais preventivos e água.

Depois de alguns minutos de debate, o grupo definiu que o trajeto será definido durante a manifestação amanhã. “Trajeto do Ato será decidido momentos antes de acordo com a vontade das pessoas, essa é a posição das comissões”, afirmou Samudio.

Tudo contra o vandalismo – Está sendo trabalhado através das redes sociais e haverá um esquema especial para se evitar o vandalismo. “Todos foram orientados a cuidar dos uns dos outros, se houver algum sinal de vandalismo iremos chamar a pessoa fazer uma roda em volta dela, em último caso a polícia”, avisou Vitor Hugo.

Foto postada no InstagramFoto postada no Instagram

Convite - Após a reunião dos integrantes da comissão, os manifestantes, sem atrapalhar o trânsito foram aos principais cruzamentos do Centro da cidade para convidar a todos.

Faixas, bandeiras e gritos de guerra foram utilizados para sensibilizar pedestres e condutores que passavam ao longo da Afonso Pena com os cruzamentos das ruas Pedro Celestino, Padre João Crippa, Rui Barbosa, 13 de Maio e 14 de Julho.

Na onda dos protestos nacionais, o ato campo-grandense programado para às 17 horas de amanhã (20) já tem a confirmação de 30 mil pessoas no evento criado no Facebook. A página denominada “1º Ato de Apoio a Manifestação Nacional” reúne discussões e organiza a ação dos manifestantes.

A maioria pretende levar cartazes, cantar o hino nacional e fechar a avenida Afonso Pena. A presença de crianças na manifestação e o repúdio aos políticos que estiveram no movimento também é tema de discussão entre os manifestantes.

Confundido com ladrão, homem causa acidente e acaba agredido
Flávio Guimarães Fernandes, 39 anos, foi confundido com ladrão e agredido por moradores após se envolver em acidente. O caso aconteceu na madrugada d...
Sesau e SES recolhem quase 10 toneladas de lixo no Jardim Noroeste
A ação de recolhimento de lixo realizada em casas e terrenos baldios no Jardim Noroeste - bairro localizado na regiões leste de Campo Grande - somou ...
Apae recebe doação de brinquedos da campanha Compartilhe o Natal
Foi iniciado nesta segunda-feira (11) a entrega de brinquedos arrecadados na campanha "Compartilhe o Natal", realizado pelo Ministério Público Estadu...


Acho que deverá ter alguma estratégia para repudiar durante o protesto, a participação de políticos e de bandeiras partidárias! COMO FAZER? a comissão tem alguma sugestão?
 
SERGIO PIUBELI em 20/06/2013 10:59:04
Caro Alexandre, e quando a polícia faz greve? Quando médicos fazem greve? Quando Escolas fazem greve? Quando Bancos fazem greve? Você reclama? Pois, quando estes entram em greve tudo fica parado, não apenas uma rua ou uma avenida. Se você é daqueles que fica sentado em casa vendo tudo acontecer, respeite aqueles que querem mudança, pois, a mudança beneficiará você também.
 
Douglas Silva em 20/06/2013 09:24:14
Alexandre de Souza, não.
 
Lincoln Garcia Silva em 20/06/2013 07:52:17
Sou a favor das manifestações, mas acredito que poderiam manifestar contra a violência, a falta da saúde e educação, os desvios de verba e corrupção que assolam esse país, a mudança do código penal e da maioridade, uma nova Constituição, o combate à fome e à pobreza, pedir a redução dos impostos, ir às ruas e conseguir redução das tarifas de transporte é válido, mas está longe de ser uma prioridade.
 
Flavio Rodrigues em 19/06/2013 23:29:34
O povo não sabe protestar, tem de fazer manifestação na raiz do problema! Nas ruas atrapalhando outros cidadãos? Não! Na frente das casas de políticos? Sim! Incomodem quem os incomoda! Lá da resultado rapidinho e nunca haverá represália, já que as manchetes seriam? Político manda atacar aqueles que foram roubados pelo mesmo! Façam direito no lugar certo e sempre serão ouvido!
 
Alexandre de Souza em 19/06/2013 23:08:15
Aí é bonito de ver, com organização, sem vandalismo!
 
Christiane Mesquita em 19/06/2013 22:39:12
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions