A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 25 de Setembro de 2018

26/12/2017 11:35

Marcel, o "Playboy da Mansão", passa mal e é internado no HR

Anahi Zurutuza
Marcel Hernandes Colombo na chegada para a audiência de custódia na Justiça Federal, no dia 22 de dezembro (Foto: André Bittar/Arquivo)Marcel Hernandes Colombo na chegada para a audiência de custódia na Justiça Federal, no dia 22 de dezembro (Foto: André Bittar/Arquivo)

Marcel Hernandes Colombo, de 30 anos, passou mal na noite desta segunda-feira (25) e foi levado do Presídio de Trânsito para o Hospital Regional de Campo Grande. O rapaz está preso desde o dia 20 deste mês, quando foi alvo de operação da Polícia Federal, que investiga esquema de venda ilegal de importados.

A Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) confirmou que o interno precisou de socorro por meio da assessoria de imprensa. Informou ainda que ao dar entrada no sistema carcerário estadual, Marcel informou que havia passado por uma cirurgia cardíaca recentemente.

Ele informou que estava passando mal aos agentes penitenciários de plantão na unidade por volta das 19h de ontem. Ainda segundo a Agepen, Marcel Colombo foi primeiro levado a uma UPA (Unidade de Pronto Atendimento) e depois transferido para o HR, onde permanece internado sob escolta.

O hospital informou apenas que o preso está no setor de cardiologia e que a família não autorizou que mais detalhes fossem divulgados.

 

Viatura da PF e caminhão-baú usado para levar mercadorias apreendidas na casa do empresário no dia 21 de dezembro (Foto: Guilherme Henri/Arquivo)Viatura da PF e caminhão-baú usado para levar mercadorias apreendidas na casa do empresário no dia 21 de dezembro (Foto: Guilherme Henri/Arquivo)

Operação – Depois de ter a prisão preventiva decretada no dia 22 de dezembro durante audiência de custódia na Justiça Federal, o empresário foi transferido de uma cela da Polícia Federal para o Presídio de Trânsito, no complexo penitenciário do Jardim Noroeste, em Campo Grande.

A defesa de Marcel já pediu o relaxamento da prisão ou a conversão do flagrante em prisão domiciliar, alegando que o cliente faz uso contínuo de medicamento, mas a solicitação foi negada.

Ele foi indiciado por posse ilegal de arma, de moeda falsa e ainda importação de medicamento irregular, porque na quinta-feira foram encontrados na casa dele frascos de anabolizantes, R$ 2,2 mil em notas falsas e duas armas.

A residência do empresário, localizada no Bairro Carandá Bosque, foi vasculhada durante a Operação Harpócrates, deflagrada após investigação prévia sobre a venda de produtos de origem importada sem pagamento de impostos, crime de descaminho.

No local a polícia apreendeu várias das mercadorias vendidas pelo suspeito, a maioria roupas de grife.

A PF também vistoriou a empresa R3Imports, que fica em um hotel na avenida Afonso Pena. No local, foram apreendidos R$ 200 mil em produtos, entre eles celulares de última geração e aparelhos de televisão. O dono, o empresário Rodrigo Rodrigues, não foi localizado.

A polícia informou que existem duas investigações em andamento, que começaram após denúncias sobre o alto padrão de vida dos dois empresários, Marcel e Rodrigo, incompatíveis com a renda real deles.

Marcel ficou conhecido como "Playboy da Mansão" por dar festas em uma casa de alto padrão e, em abril do ano passado, após ser preso, ele ironizou a situação dizendo que logo estaria solto.



Agora o playboyzinho ostentação vai alegar problemas de saúde né? Quando estava solto, usufruindo do bom e do melhor estava tudo bem, agora preso vai começar a dar xilique... Espero que as autoridades não caiam nessa porque o que ele quer é ficar de boa, em prisão domiciliar, usufruindo de tudo o que pode comprar com dinheiro de tráfico e contrabando.
 
Mariana Carvalho em 26/12/2017 16:59:05
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions