ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, SEXTA  19    CAMPO GRANDE 22º

Capital

Marido de Perlla e pastor admitem ir ao topo “de pirâmide”, mas negam golpe

Pai e filho afirmam que invasão de hacker atrapalhou negócios milionários no mundo digital

Anahi Zurutuza | 07/08/2023 20:09
Patrick Abrahão Santos Silva em depoimento nesta segunda-feira (Foto: Reprodução)
Patrick Abrahão Santos Silva em depoimento nesta segunda-feira (Foto: Reprodução)

Empresário e músico, Patrick Abrahão Santos Silva, que para além da carreira de influencer na área de investimentos em criptomoedas, ficou conhecido após o casamento com a cantora Perlla, admite ser “number one” (número 1) da Trust Investing, empresa que segundo investigação da Polícia Federal foi usada para fazer 1,3 milhão de vítimas em esquema transnacional de pirâmide com criptoativos. Apesar de se dizer o mais bem-sucedido investidor da companhia, ele nega ser sócio, garoto-propaganda ou mentor de golpe milionário.

Patrick e o pai dele, Ivonélio Abrahão, pastor fundador da Igreja Ministério Internacional Restaurando as Nações, em Belford Roxo, no Rio de Janeiro, foram interrogados, na tarde desta segunda-feira (7), pela juíza Júlia Cavalcante Silva Barbosa, da 3ª Vara Federal de Campo Grande, onde tramita a ação penal derivada de Operação La Casa de Papel. Eles também responderam às questões feitas pela procuradora Julia Rossi, do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) do MPF (Ministério Público Federal) e de advogados. Ambos estão presos no Rio de Janeiro, desde 19 de outubro do ano passado, quando foram alvos da PF.

De acordo com a investigação, Patrick e pai estão entre os “cabeças” do esquema que operava em pelo menos 80 países, com movimentação de valores equivalente a R$ 124,3 milhões. Os dois trabalhavam como captadores de clientes, as pessoas que compravam as Truster Coin (TSC), suposta moeda digital criada por Diego Ribeiro Chaves, presidente da Trust Investing, Fabiano Lorite de Lima, diretor de marketing, Diorge Roberto de Araújo Chaves, pai de Diego e diretor financeiro.

Pai e filho deram a mesma versão, de que começaram como meros investidores e, em pouco tempo, se tornaram referência no negócio. Conheceram a Trust em julho de 2019, quando cada um deles fez investimento inicial de 1 mil dólares. “No fim do mês, já tinha mais de 30 mil investidos”, afirmou Patrick, que fez questão de esclarecer não ser dono de fortuna de R$ 100 milhões, mas ter, quando foi preso, 100 milhões de tokens (correspondente aos títulos tradicionais, só que no mundo digital).

Patrick e Perlla, cantora que fez sucesso nos anos 2000 (Foto: Reprodução das redes sociais)
Patrick e Perlla, cantora que fez sucesso nos anos 2000 (Foto: Reprodução das redes sociais)

Para exemplificar que operava na condição de cliente, lucrando muito com investimentos e comissões por atrair mais compradores das criptomoedas, o empresário afirmou ainda que também tinha prejuízos, apesar de os lucros o terem levado para viagens com a família para Cacun e Dubai, serem suficientes para a compra de mansão em condomínio no Recreio, bairro nobre do Rio, e de carros de luxo. “Casei [com Perlla] no dia 8 de julho de 2022 e no dia do meu casamento, foi estornado um saque meu”.

Em outro momento, Patrick fez questão de deixar claro que “ganhava simplesmente pelo que eu investia e era comissionado pelo que trabalhava”. “Dediquei 3 anos da minha vida para trabalhar como nunca”. O músico ressaltou que nunca havia sido processado, em nenhum lugar do mundo, e que pagava Imposto de Renda.

Patrick ao lado do pai, pastor Ivonélio Abrahão, em viagem a Dubai (Foto: Instagram/Reprodução)
Patrick ao lado do pai, pastor Ivonélio Abrahão, em viagem a Dubai (Foto: Instagram/Reprodução)

Lavagem de dinheiro – A suspeita da PF é que pai e filho usavam a igreja evangélica, instituição isenta de tributos, para lavar o dinheiro obtido ilegalmente com o esquema. O pastor chegou a movimentar R$ 15 milhões. Ele justificou que o ministério cresceu exponencialmente após a chegada da Trust Investing a Berlford Roxo. “Eu tenho hoje de 300 a 500 membros e todo mundo trabalhava na Trust. Então, o camarada que dava antes 1 mil de dízimo, passou a dar 5 mil”, afirmou o pastor.

Ivonélio disse ainda que tinha rendimentos mensais de R$ 30 mil, como pastor e investidor em criptos. Admitiu que indicou a empresa para muita gente, mas negou que usava os cultos para atrair pessoas para esquema de pirâmide financeira. “Conheci no mês de julho, comecei a fazer o mesmo investimento que meu filho. No mês de agosto, quando me rendeu tudo certinho, os percentuais, isso gerou uma curiosidade de todo mundo. As pessoas vinham me perguntar. Até onde eu sabia não era proibido. Indiquei para a família toda. Tratávamos aquilo ali como um trabalho. Foi um efeito manada. As pessoas tinham a Trust como um emprego, uma profissão”.

Os dois disseram que os “negócios” começaram a dar errado em 2022, quando o site da empresa supostamente sofreu ataques de hackers. Eles cobraram explicações dos diretores e quando souberam dessa versão, a repassaram aos investidores que influenciavam.

O advogado de defesa de Patrick e Ivonélio, João Francisco Neto, adiantou ao final dos interrogatórios que pedirá a liberdade provisória dos clientes e os questionou se trocariam a cadeia por medidas cautelares. “Se tiver que colocar uma tornozeleira no meu pescoço, eu aceito”, disse Patrick.

A igreja evangélica em Belford Roxo (Foto: Google Street View)
A igreja evangélica em Belford Roxo (Foto: Google Street View)

A operação – A investigação começou com Polícia Federal de Dourados após a apreensão 2 kg de esmeraldas em Rio Brilhante, a 163 km de Campo Grande, pela PRF (Polícia Rodoviária Federal), em agosto de 2022. O fio da meada foi puxado quando policiais foram investigar a origem das pedras preciosas. Usadas como atrativo para garantir a segurança do investimento em criptomoedas, a Operação La Casa de Papel apreendeu, depois, em outubro, total de 268 quilos de pedras sem lapidação.

A investigação da Polícia Federal reporta o caminho dos investimentos. Primeiro, a pessoa se cadastrava no site da Trust Investing, que ofertava planos de 15 dólares a 100 mil dólares, com promessa de até 300% de lucro em 1 ano. O dinheiro, contudo, era desviado para compra de bens de luxo.

Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para entrar na lista VIP do Campo Grande News.

Nos siga no Google Notícias