A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

05/08/2016 10:58

Max matou o atual namorado da ex, mas também queria tê-la matado

Domingo, movido pelo ciúme, ele pegou um carro do Detran na oficina em que trabalhava e bateu na moto onde estava a ex com o atual, que morreu

Waldemar Gonçalves e Júlia Kaifanny
Max se entregou à polícia na quarta-feira (Foto: Fernando Antunes)Max se entregou à polícia na quarta-feira (Foto: Fernando Antunes)

Max Willian Romana dos Santos, 24 anos, admitiu à polícia que tinha a intenção de matar Rafael de Souza Carmo, de 25 anos, e a ex-mulher, Pâmela Kethelyn Conceição Valejo, de 23 anos. Domingo passado (31), ele pegou um carro do Detran (Departamento Estadual de Trânsito) que estava na oficina onde ele trabalhava, na Mata do Jacinto, e atropelou ambos, matando o rapaz.

À delegada Fernanda Mendes, da Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher), Max se mostrou “calmo, mas consciente”, e em depoimento também falava sempre do filho que tem com Pâmela. Ele está preso desde quinta-feira (4), quando se apresentou, conforme detalha a polícia nesta sexta-feira (5).

Segundo as informações policiais, o primeiro contato de Max com Rafael foi minutos antes do crime. Ele diz que foi até a casa da ex para buscar roupas para a criança – o ex-casal tinha guarda compartilhada.

Na ocasião, Max e Rafael teriam discutido. Em seguida, ele pegou o Renault Logan do Detran na oficina em que trabalhava e atingiu os dois, que estavam em uma motocicleta a caminho da casa de Rafael, morto em decorrência dos ferimentos – a garota sofreu escoriações.

Consta que Max abandonou o local do crime e foi até as proximidades do Terminal Nova Bahia, onde pegou um mototáxi e fugiu, se escondendo em um matagal. Depois, foi para a casa de um irmão, não identificado, que o convenceu a se entregar.

À imprensa, na manhã desta sexta, Rafael se disse arrependido. Mas, ficou em silêncio quando perguntado se faria novamente a mesma coisa.

O filho de Max e Pâmela, que estava com os pais dele em uma chácara em Jaraguai, já foi entregue à mãe, segundo a delegada. Max responderá por homicídio duplamente qualificado, tentativa de feminicídio e ainda a um processo administrativo por ter usado um carro de órgão público para cometer os crimes.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions