A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 16 de Agosto de 2018

29/11/2011 18:41

Hospital não confirma que mulher espancada pelo marido fique paraplégica

Viviane Oliveira e Paula Maciulevicius

A vítima está no setor de urgência do pronto socorro e vai passar por um exame de raio-x

A Santa Casa não confirma que a mulher de 30 anos que foi espancada pelo marido na noite de ontem (28), na residência do casal, no Parque Lageado, pode ficar paraplégica.

De acordo com a assessoria de imprensa do hospital, a vítima está no setor de urgência do pronto socorro e vai passar por um exame de raio-x. Os médicos até agora não confirmam que ela ficou sem andar.

Conforme a assessoria, a mulher não consegue mexer a perna esquerda por conta de uma lesão. Porém ela responde todos os estímulos que são feitos.

Amanhã a delegada da Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher), Rosely Molina, vai começar a ouvir a vítima e o acusado, José da Silva, 36 anos, que foi preso em flagrante.

“Amanhã vou pedir os laudos do local, se a vítima tiver condições também será solicitado o exame do corpo de delito feito no Imol (Instituto Médico Odontológico Legal).

No dia 30 de setembro deste ano a mulher registrou um boletim de ocorrência contra um ex-companheiro por lesão corporal dolosa.

Segundo a delegada, só este ano foram registrados 5.618 casos de violência doméstica. No mês de novembro foram 20 autores presos em flagrante pelo mesmo crime.

O caso - De acordo com a polícia, a mulher foi encontrada caída no chão da casa por policiais militares, na noite de ontem, no Parque do Lageado. Ela disse que estava bebendo com o marido, quando ele passou a agredi-lá com socos e chutes. A vítima tinha dito que estava grávida, porém a Santa Casa não confirma a gestação.

Uma equipe do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) fez o resgate da vítima. Ela foi levada para o UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do bairro Universitário, mas devido à gravidade dos ferimentos teve que ser transferida para Santa Casa. A suspeita é de que a lesão na coluna da vítima seja permanente, porém ela ainda vai passar por uma avaliação médica.

O marido, Nilson, fugiu da casa, mas acabou preso em seguida por policiais militares escondido em um matagal. Ele foi levado para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do bairro Piratininga.

Mulher é espancada pelo marido e corre risco de ficar paraplégica
A mulher foi encontrada caída no chão da casa por policiais militares. Ela disse que estava bebendo com o marido, quando ele passou a agredi-lá com ...
Três estelionatários são presos tentando aplicar golpe em empresa de celular
Três suspeitos de estelionato utilizando vários documentos falsos foram presos na tarde de ontem (15), tentando fazer uma compra alta de aparelhos ce...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions