A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

28/11/2013 17:19

Menina de 7 anos dá “cadeirada” e quebra pé de estudante na Capital

Edivaldo Bitencourt e Zana Zaidan
Bombeiros socorrem menino que foi agredido por amiguinha de turma em escola municipal (Foto: João Garrigó)Bombeiros socorrem menino que foi agredido por amiguinha de turma em escola municipal (Foto: João Garrigó)

Uma menina de sete anos, da 2ª série do Ensino Fundamental, brigou com os coleguinhas de turma e acabou quebrando o pé de um estudante da mesma idade por volta das 16h30 de hoje na Escola Municipal Sulivan Silvestre Oliveira, no Bairro Tiradentes, em Campo Grande. O menino foi encaminhado para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do bairro pelo Corpo de Bombeiros.

Conforme a professora da turma, que se identificou apenas como Izilda, a aluna não tem bons antecedentes e chegou a ser transferida de turno, do matutino para o vespertino. A direção do colégio chegou a recomendar que a mãe a encaminhasse a uma psicóloga.

Nesta quinta-feira, a menina teve um dia de fúria no estabelecimento. Primeiro, ela bateu em uma menina durante o intervalo. Depois, colou chiclete no cabelo de outra menina.

Durante as aulas, após o recreio, a menina decidiu que desejava sentar-se na primeira fila e no lugar do menino. No entanto, o guri estava no local desde o início da aula e decidiu permanecer.

Revoltada, a menina pegou a carteira e atacou no coleguinha de classe, que acabou tendo uma fratura exposta em um dos pés.

A menina foi encaminhada para a sala da diretora, que chamou a mãe para entregá-la e fazer novas advertências.

Menino é colocado dentro de viatura após fraturar um dos pés após levar cadeirada (Foto: João Garrigó)Menino é colocado dentro de viatura após fraturar um dos pés após levar cadeirada (Foto: João Garrigó)


Absurdo 7 anos ja tamanha violencia,, tem tratar URGENTE ,, se nao tem condicao viver sociedade interna na clinica de recuperacao ,,,,com certeza ela precisa tratamento, e URgente ,,, talves seja hora assistente social fazer visitinha em ksa pra ver como é tratamento por la, triste fato
 
Rosilene leonel em 29/11/2013 10:11:15
No meu tempo aluno respeitava professor pai e mãe,hoje em dia o professor sai da sua casa e não sabe se vai voltar,porque as crianças de hoje não são todas mas a maioria não tem educação.Se brigasse em sala de aula os pais eram chamados a escola dava um aviso,na próxima vez suspensão na terceira era ate expulso da escola.Mas o jovem hoje tem muitas regalias,,,depois quando vira marginal é o pai e a mãe que não deu educação, se tivessem corregido quando era pequeno não tinha ficado assim...
Mas na questão desta criança tem que ter acompanhamento medico sim,ela parece ser uma criança inquieta e não abemos o que ela vê dentro da casa dela,der repente ela acha que é batendo que se resolve as coisa."falta limites a ela e psicologo pra ela e a família pra saber trabalhar a educação nela.
 
Elizete Soares em 29/11/2013 09:40:43
Tenho pena dos pais...7 anos com essa má índole,imagine qdo tiver com seus 15 anos...alem de umas boas palmadas , essa menina precisa de um acompanhamento de profissionais urgenteee...tenho um filho de 7 anos também, e qdo tenho algum tipo de reclamação vinda da escola corto tudo o que ele gosta de fazer, e assim vou contornando a situação...simples assimmm!!!!
 
cristina alves em 29/11/2013 09:28:53
Rudson Dutra, valdir zatti, quem falou tudo foi Alexandre Morães, 1000% na íntegra!! Análise crítica e responsável de um cidadão!! Parabéns Alexandre pela compreensão!!!
 
WANEIDE FERREIRA SANTOS ASSIS em 29/11/2013 08:53:23
Pois é, fratura sem imobilização, a que ponto chegamos, hj usa-se a corporação pela estabilidade e salário e se esquecem de ser bombeiros
 
Flávio Aparecido em 29/11/2013 08:53:05
Essa menina e sua família precisam do Senhor Jesus e que se verifique se ela não sofreu ou sofre maus tratos em casa, abuso sexual, se vê brigas domésticas, se também vê pais no ato sexual, etc, a ponto de a revolta ser externa. Para muitos isso não justificaria ela fazer tantas coisas reprováveis, porém, quando alguma criança sofre algo assim há sempre um fundo emocional muito inconstante. Infelizmente o mundo jaz no maligno. Cura ao menino e paz a essa criança!!!!
 
Edvaldo Eber em 29/11/2013 08:51:19
Como diria os bons e velhos, o futuro te aguarda e o que é seu tá guardado.
 
jose carlos em 29/11/2013 08:45:56
Essas crianças de hoje em dia estão sem base de educação que começa em casa. Cadê os pais desta criança que teve ataque de fúria com 7 anos? Cuidar das crianças, pois eles são o futuro da nação.
 
suelen medeiros da silva em 29/11/2013 08:33:52
eu penso assim ......... quanto mais falar que essa criança é problematica ,que falta educação ,que falta um monte de coisas na personalidade dela mais ela vai se revoltar tanto na escola quanto em casas ,pra ela tanto faz a arte que aprontar......ja foi rotulada,eu acho que os pais tem que parar de compensar a falta de tempo com os filhos com presentes ........ e olhar pra seus filhos com amor.
 
solange obara em 29/11/2013 08:27:33
Pior de tudo é ver os Bombeiros carregando uma criança que levou cadeirada no colo, sem imobilização, e com o pé quebrado pendurado sem nem uma tala...Fim dos tempos...
 
Juliana Corsi em 29/11/2013 08:16:39
Valdir Zatti, disse tudo!
100%
 
Rudson Dutra em 29/11/2013 07:53:42
alguns vão falar mas nada que uma boa e velha espada de são jorge não resolva,ou ficar de joelho em caroço de milho também não resolva,e gente não mata se matasse não estaríamos vivos hoje estou mentindo.
os filhos tem muita regalia hoje em dia,um pouco e por causa da própria justiça que da esse poder a eles,mas na época que nossos pais podiam educar sem sofrer qualquer ameaça da justiça por dar um tapa ou um puxão de orelhas não tinha essas coisas não.bastava um olhar diferente e nos já entendiamos e saiamos de fininho.era bença pai,bença mãe quase não se houve mais isso dentro de casa pelos filhos.
 
valdir zatti em 29/11/2013 06:57:05
caramba que força essa garota tem!!meu deus e' o fim mesmo dos tempos ..nem os pequenos estao livres desse mal subto..ira...surto meu deus estão sendo afetadas ate as nossas criançinhas ..oq dizer ??oq pensar??e' so pedir a deus força pra gente resistir esses dias maus.que estamos vivendo..
 
grace auxiliadora gimenes costa em 29/11/2013 01:53:16
Se os pais amassem mais seus filhos, isso não aconteceria.
Amar, não é dar coisas caras, e tudo o que eles pedem, é dar seu tempo.
Brincar um pouco com seu filho, faz com que ele sinta-se amado, isso não custa dinheiro.
Doar um pouco do seu tempo para a criança, é primordial, para a vida dele, consequentemente, será uma criança feliz, realizada,com sonhos bons para seu futuro.
Cuide de seu filho, enquanto pequeno, para que ele se torne um grande ser humano, completo, feliz, realizado.
 
Maria gonçalves em 28/11/2013 23:27:54
leve a menina na IURD na sessão do descarrego, é problema espiritual.
 
Everton de Barros em 28/11/2013 22:03:46
Mais uma vez o Estado se mostra inerte, ei conselho tutelar não precisa ter muito estudo para ver que essa criança esta com problemas, o Estado com suas fracas leis e a rapidez de sempre permite que uma vida se perca criando a cada dia um ser humano muito pior para a sociedade, acorda Brasil um país que não cuida de suas crianças quer qual futuro, será que os responsáveis não investigarão a origem de tanta violência lembre se são 7 anos e menina Deus proteja nossos filhos.
 
RODOLFO LOPES em 28/11/2013 22:02:37
essa está começando bem sua vida em sociedade!
 
Marcos Pereira em 28/11/2013 21:17:53
Ritalina pra essa menina, já!
 
valeria cristina caldeira em 28/11/2013 20:08:49
Nooossaaaa...se com 7 anos ela ja ta fazendo isso, imaginem com 15...cade a mãe??Como ela esta sendo tratada em casa??Onde estao limites dessa criança?
Quem vai tomar alguma atitude??Qual vai ser a punição dessa menina..nao venham me dizer que é so uma criança..nada disso!Ela sabe muito bem o que está fazendo.Da um prato de merda pra ver se ela come...
 
Ana Feltrin em 28/11/2013 19:54:19
A mãe e pai dessa criança deveriam ser severamente responsabilizados, pois são os responsáveis por sua educação. Se com 7 anos ela já está agindo dessa maneira, imagina daqui mais um tempo? É nisso que dá essas leis idiotas que são criadas, favorecem cada vez mais o aparecimento de delinquentes, porque ao que tudo indica, ao menos que uma providência drástica e urgente seja tomada, é nisso que essa menina vai se tornar.
 
Ivone Arguelho em 28/11/2013 19:42:29
e mundo velho esta indo para o pau vai ser dai para pior estao nascendo serpente e nao ser humano a onde voce via isso tempo a tras isso e modernidade
 
clodoaldo rodrigues em 28/11/2013 19:34:14
que triste este acontecimento mais esta menina precisa de ajuda com urgência. ela tem uma revolta muito forte e criança não sabe expressar em palavras muitas vezes oque elas sofrem elas leva a diante . temos que adotar a palavra amor dentro das escola a palavra de DEUS , só assim temos uma sociedade segura e saudável, devolver as nossas crianças o que foi tirado de dentro das escola o amor de JESUS, eu tenho exemplo disto , faço trabalho com crianças .nos bairro . e só jesus acalma as tempestade e a trás amor e união .
 
ivania s mossine em 28/11/2013 19:19:52
Fico triste com o que aconteceu ,isso que aconteceu foi exatamente na sala da minha filha ,semana passada ela agrediu minha filha na hora do intervalo e hoje a menina em que ela grudou chicletes foi em minha filha .Essa criança me parece ter algum distúrbio emocional que a mãe deveria correr atrás de ajuda médica antes que ocorra coisas mais graves , pois ela precisa de ajuda.
 
JAKELINE SOCHOR em 28/11/2013 19:13:44
Mais um caso que a criança não recebe atenção dos pais....
Tem que ter leis mais rígidas, somente advertir no papel e não dá nada... cansa hein!!!
 
Carlos Netto em 28/11/2013 19:07:14
Por isso parei de dar aulas, quase enlouqueci, com a falta de educação dos alunos. Em casa não tem bons exemplos, por isso dá nisso.Pais ignoram tudo oque os filhos fazem, deixa para escola educar, é um absurdo...
 
cleliam trindade em 28/11/2013 18:32:46
se com 7 anos ta fazendo assim....imagina mais pro futuro...essa criança precisa de um sério tratamento e muita oração.
 
maria albuquerque em 28/11/2013 18:08:42
Vejo que a responsabilidade é tanto da família quanto do Poder Público. Caso a família não tenha condições financeiras para apurar as condições psquiátricas e/ou mental da menor, que o Estado providencie, incontinenti, o encaminhamento, acompanhamento e o total suporte de uma brasileirinha de apenas 7 anos de idade, que, pode estar apresentando desde uma rebeldia infantil a uma hiperatividade ou transtornos de agressividade, ou coisas do gênero. Por favor, sem omissão. Somos um só organismo, uma Nação, se não socorrermos uns ao outros, rasga a Constituição Federal e solta todo mundo na banguela. Escolas públicas têm que ter psicólogos, assistentes sociais e a devida atenção aos nossos DDA's e hiperativos. Menos burocracia, mais ideias e ações.
 
Alexandre Moraes em 28/11/2013 18:01:32
A FAMILIA DO MENINO TEM QUE PROCESSAR A FAMILIA DA MENINA, SENÃO VAI SÓ PIORAR, OS PAIS HOJE EM DIA ACHAM QUE A ESCOLA TEM OBRIGAÇÃO DE DAR EDUCAÇÃO PARA AS CRIANÇAS, MAS NÃO, A ESCOLA TEM QUE ALFABETIZAR, QUEM EDUCA É O PAI E A MÃE. PROCESSA QUE RESOLVE.
 
maximiliano nahas em 28/11/2013 17:59:28
Meu Deus do céu... onde vamos parar. 7 anos apenas cada dia fico mais assustada com os rumos das nossas crianças estão tomando. Pais pelo amor de Deus levem essa criança ao psicologo, ao psiquiatra sei lá.
Não é normal uma criança agir dessa maneira.
 
Dayane Movier em 28/11/2013 17:58:05
meu deus....com 7anos e ja esta assim, imagine daqui mais uns anos...precisa ter educaçao de pai e mae....
 
rosangela mesquita em 28/11/2013 17:57:29
É dever dos pais dar educação aos seus filhos. A escola é tão somente um complemento, sendo mais voltado para o conhecimento. Infelizmente, muitos pais não estipulam regras e limites aos seus filhos, não dão bons exemplos, não têm diálogos. A consequência lemos toda semana nos noticiários.
 
João Vitor dos Santos em 28/11/2013 17:47:02
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions