A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

06/09/2012 17:11

Menina que nasceu apesar de diagnóstico de anencefalia morre aos 9 meses

Elverson Cardozo
Velório foi realizado na tarde desta quinta-feira, no Jardim das Palmeiras, em Campo Grande. (Foto: Simão Nogueira)Velório foi realizado na tarde desta quinta-feira, no Jardim das Palmeiras, em Campo Grande. (Foto: Simão Nogueira)

A missão de Grazielli terminou nesta madrugada. Às 3h33, a menina morreu no Hospital Universitário de Campo Grande, poucos dias depois de completar 9 meses de vida.

Para amigos e parentes que acompanharam o velório na tarde de hoje (6), no cemitério Jardim das Palmeiras, em Campo Grande, o que ficou foi uma lição de humanidade, coragem e amor.

Na 23ª semana de gravidez, Janine descobriu que sua primeira gestação não seria normal. Um exame de ultra-sonografia revelou que o feto não tinha calota craniana, nem estrutura cerebral. O diagnóstico foi de anencefalia (ausência de cérebro).

Mas a jovem mãe decidiu prosseguir e dar vida à filha, que nasceu em 28 de novembro de 2011, na Maternidade Cândido Mariano. Um novo exame, após o nascimento, apontou que Grazielli tinha encefalocele, um defeito do tubo neural, ao contrário do primeiro diagnóstico.

O bebê tinha só uma pequena parte de cérebro, que estava fora da cabeça e por isso não aparecia nas imagens mostradas pelo ultra-som. Após o nascimento, a menina ficou internada por três meses, em decorrência de uma cirurgia.

Grazielli estava em casa desde janeiro, na companhia dos pais, mas no mês passado um problema respiratório fez com que ela retornasse ao hospital, onde ficou internada por aproximadamente 20 dias. Segundo o pai, a bebê faleceu em decorrência de uma parada cardiorrespiratória.

Velório - Rodeado de coroas, o caixão branco de Grazielli foi posicionado no centro da capela. A menina, exemplo de luta e determinação antes mesmo de nascer, se despediu da vida de forma angelical: vestida de cor-de-rosa e com um lacinho na cabeça.

Visivelmente abalados, Janine e Rafael permaneceram a maior parte do tempo ao lado da filha. Às 15h em ponto, teve início uma pequena cerimônia que, por alguns momentos, levou conforto a todos os presentes. “O mundo quer abortar, tirar a vida, mas aqui foi manifestado o amor de Deus”, disse a senhora que deu início às homenagens.

Janine, com a filha Grazielly ao fundo no coloco da vó.(Foto: Minamar Junior) Janine, com a filha Grazielly ao fundo no coloco da vó.(Foto: Minamar Junior)

Entre familiares, a opinião de que ambas - mãe e filha - foram guerreiras se tornou unânime. A advogada Juliana Rivarola, de 29 anos, prima de Janine, disse que a mãe agiu de coração, pensando na vida e amparada na fé que profere.

“A gente resolveu dar força”, disse, acrescentando que a situação faz a sociedade pensar melhor.

Tio de Rafael, o escritor Tatiano Miguel, de 56 anos, afirmou que trajetória de vida de Grazielli, pelos problemas que a menina apresentou, é exemplo para todos. “Foi uma vitória, porque ninguém acredita”, relatou.

A perseverança da mãe mostrou que desistir antes de ver o fim pode não ser o melhor caminho. “Tem problema? Tem solução”, enfatizou o escritor. Janine poderia nem ter conhecido o rosto da filha, pontuou, mas ela decidiu lutar, mesmo sabendo das consequências.

“Eu diria que sou mais covarde”, confessou a tia de Rafael, Adjanira Lagoa, de 60 anos. Para a dona de casa, a mãe preferiu sofrer para dar direito à vida à filha, o que torna a situação ainda mais emocionante. “As duas lutaram muito”, finalizou.

O sepultamento de Grazielli aconteceu às 16h.

Concurso recebe inscrições para 83 vagas técnico-administrativas
Seguem abertas as inscrições para o concurso que oferece 83 vagas para técnico-administrativos em Educação na UFMS (Universidade Federal de Mato Gros...
Vice-governadora visita projeto em que detentos reformam escolas
O projeto "Pintando e Revitalizando a Educação com Liberdade", desenvolvido pelo Poder Judiciário estadual, foi conhecido e elogiado na sexta-feira (...
Crianças do Vespasiano Martins recebem Papai Noel e ganham presentes
As crianças do loteamento Vespasiano Martins, na periferia de Campo Grande, receberam a visita especial do Papai Noel neste sábado (16). Foram distri...


Aos pais de Grazieli: estejam certos de que seu sofrimento será recompensado com as bem-aventuranças divinas. Apesar da ausência dela cá na terra, agora vocês (e todos nós) contam com uma intercessora no Céu. Continuem assim, corajosos apesar das adversidades. E parabéns pelo excelente exemplo que deram a tantos, inclusive a este mísero pecador que vos escreve.
 
Marcel Ozuna em 22/09/2012 12:25:27
Robson vc nunca vai saber o que é para uma mãe saber que seu filho pode não ser perfeito, e isso não altera o fato de que a vida deve seguir seu padrão natural, ter este filho foi uma sabia e corajosa ideia desta mãe, e se ela sobreviveria ou não cabe a Deus, ela não sobreviveu ela viveu o que é diferente pois ela tinha o amor dos pais e familiares o que é mais importante. Vá com Deus Grazi
 
Nataly Ribas da Silva em 11/09/2012 10:40:03
Bom dia a todos, meu nome é William, sou tio dessa linda anjinha q nos deixou ontem.
Respondendo ao comentario q ela nao poderia sobreviver, ela nao so sobreviveu, como nos deixou uma linda lição d amor e d luta pela vida...
Demonstrando mais coragem do q muitos ai, q preferem entregar os pontos diante do primeiro obstaculo..
Minha cunhada e meu irmao estão d parabens, pela coragem q poucos teriam
 
Willam Paniago em 07/09/2012 12:44:21
Nossa força para os pais que serviram de exemplo para muitos... Nosso carinho nesse momento doloroso.... Grande foi a generosidade de Deus ao confiar a pequena Grazy ao Rafael e à Janine, não podemos mensurar a dor, mas podemos comparar que muito grande foi o amor....
 
Karla Rivarola em 07/09/2012 12:27:21
Parabéns a esta família que vive e que deixou viver o ser que veio a terra para viver apenas os meses que viveu. Se temos que estar aqui na terra por 1 dia, meses ou anos, cabe a Deus decidir e não aos reles seres humanos. Nós temos o dever de proteger a vida, principalmente as mais frageis e não trucidá-las sem direito de defesa. Parabéns, família, por preservar a vida.
 
Regina Moreira em 07/09/2012 12:01:55
Só uma mãe mesmo pra achar que uma criança com anencefalia sobreviveria,ela so fez aumentar mais ainda o seu sofrimento.
 
Robson colzani em 07/09/2012 11:20:17
vc pode ter certeza que isso ainda mostra que existe pessoas de fé nesse mundo e que Deus ainda permanece entre tenho um filho para n´so é muito bom não tem explicação para a emoção de ser pai ou mão '' um filho a mais não é problema mas um a menos é doloroso, a morte é uma intrusa não escolhe cor, idade,crença nada vc pode ter certeza que hoje éla é um anjo que esta ao lado de Deus..............
 
carlos calegari em 07/09/2012 09:32:00
Meus parabéns Janine! Você está sendo usada por Deus para mostrar às pessoas como se deve cuidar de um filho. Um anjinho que estará nos céus quando da segunda vinda do nosso senhor Jesus Cristo.
 
Ivan Carlos em 06/09/2012 11:37:26
Essa mulher exerceu seu direito de ter o filho, e pelo jeito não se arrepende. Agora, querer privar outras mulheres do direito de escolha, de querer ou não passar pelo sofrimento que essa família passou, isso é ir um pouco além. A liberação do aborto é simplesmente oferecer um direito de escolha à mãe. Quem não quer, como essa mãe exemplar da notícia, que não faça.
 
Ricardo Farias em 06/09/2012 10:58:54
Ser mãe é isso se doar.Que Deus conforte essa familia que é um exemplo de vida e amor.
 
Tatiane Antunes em 06/09/2012 09:46:07
A maior prova de amor que já vi em minha vida,pouco tempo de vida tinha este anjinho mas neste dia aprendi que o amor fala mais alto em todos os sentidos de nossas vidas,ainda mais quando se trata de amor materno vcs são mais que vencedores Janine e Rafael pois demonstraram que a vida vale muito a pena!!!!
 
vanessa loureiro em 06/09/2012 09:43:35
Hoje o céu esta em festa, pois a pequena Grazzi ja está fazendo parte desse exercito celestial.A os pais Jeanine e Rafael que bonito ver a fé de voces e o amor pela pequenina Grazzielle Aparecida. Que Deus conforte seus corações.
 
deolinda fleitas em 06/09/2012 07:29:28
Janine a missão da Grazielli foi mto linda..ela sempre vai ser um anjo de luz que vai esta acessa sempre ao seu lado...
 
Liliane Paixão em 06/09/2012 06:56:59
Isso sim é AMOR genuino, amor Agape, doação. É muito fácil amar quando tudo corre como o planejado, mas amar quando não é do meu jeito... Isso é amor GENUÍNO.
Parabéns a essa mãe, que cumpriu sua missão de amar sua filha por mais ou menos 1 ano e seis meses juntas, unidas. Um anjo intercessor no céu esta mãe tem com certeza.
Amor não é "romantismo" de novela, amor é prática, renuncia de si.
 
Ana Cristina Marques Damacena Fernandez em 06/09/2012 06:02:30
Tão pequenina e com uma missão tão grande e muito importante para todos, missão que com certeza a pequena Grazi conseguiu cumprir. Ficamos tristes com a noticia, mais sabemos que os planos de Deus são certos. Que Deus conforte aos pais, Rafael e Janine que com infinito amor cuidaram de sua filha, um anjinho que agora esta no céu e nunca a esqueceremos. Pequena princesa fique em paz...
 
Liliane A. Barcelos em 06/09/2012 05:34:02
Só o amor de mãe...Que esa história sirva de lição, pois os pais não devem jamais abandonar seu filhos.
 
Lidiany Onofre em 06/09/2012 05:27:31
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions