A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 25 de Setembro de 2018

06/11/2017 17:13

Menino de 6 anos era obrigado a ajoelhar em cacos de vidro pelo próprio pai

Além do "castigo", o menino também apanhava frequentemente e chegou a defecar em sala de aula

Guilherme Henri e Geisy Garnes

A Polícia Civil investiga o caso de um menino de 6 anos que teria sido torturado pelo pai e a madrasta no bairro Aero Rancho, em Campo Grande. A vítima era obrigada a ficar de joelhos em cacos de vidro, tampinhas de garrafa e apanhava frequentemente.

O caso foi descoberto por uma professora do garoto no dia 25 do mês passado, no entanto, só veio a tona nesta segunda-feira (6).

De acordo com o delegado titular da Depca (Delegacia Especializada de Proteção a Criança e ao Adolescente) Paulo Sergio Lauretto, a professora do menino sentiu um forte odor na sala de aula.

Ao perceber que era da criança, ela o levou até o banheiro para tentar limpá-lo, pois ele havia defecado na roupa. Porém, o garoto recusou a ajuda da professora. “Após muita conversa ela [professora] conseguiu que ele tirasse a roupa, momento em que viu diversos hematomas por todo o corpo do menino”, disse o delegado.

O Conselho Tutelar foi chamado e encaminhou o menino até a delegacia especializada. Lá, ao ser ouvido por uma psicóloga o menino revelou as torturas e disse que sempre apanhava quando não conseguia ir ao banheiro e acabava defecando nas roupas. “Nossa profissional ainda viu marcas recentes nos joelhos do menino que comprovam a versão relatada”, detalha Lauretto.

A criança foi tirada do convívio da família e está abrigada. O pai poderá ser indiciado por tortura cuja a pena chega até 8 anos de prisão. “O pai será chamado para depor nos próximos dias. Caso fique comprovada a tortura ele ainda pode ter a pena agravada em um sexto, pois a vítima é uma criança”, diz aproveitando para destacar que o crime é inafiançável.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions