ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, SÁBADO  15    CAMPO GRANDE 25º

Capital

Mesmo ampliando toque de recolher, prefeito diz que há estudo para fechar 18h

A medida seria uma forma de "acabar" com o happy hour, que estaria começando bem mais cedo

Por Liniker Ribeiro | 29/07/2020 15:49
Conveniência é alvo de fiscalização em fim de semana que deveriam estar de portas fechadas. (Foto: Marcos Maluf)
Conveniência é alvo de fiscalização em fim de semana que deveriam estar de portas fechadas. (Foto: Marcos Maluf)

Diante do aumento considerável de contaminações e mortes por coronavírus em Campo Grande, o prefeito Marquinhos Trad disse que o município estuda antecipar o toque de recolher para às 18h. Hoje, a proibição vale entre 20h e 5h.

A medida seria uma forma de "acabar" com o happy hour, que estaria começando bem mais cedo.

Desde o começo da pandemia, o período de toque de recolher mudou várias vezes. Começou com limite até meia-noite, subiu para 22h e neste mês ficou 2 horas mais longo.

Mas por enquanto, o período não deve mudar, é apenas um estudo, reforça o prefeito. "Existem estudos técnicos para trazer até ás 18h, porque as pessoas estariam antecipando o happy hour para curtir até às 20h. Mas não há nada certo", avisa.

Essa seria mais uma medida para reduzir a quantidade de acidentes, com menos circulação de motos à noite, além de forma de evitar bebedeira que leva à violência doméstica e ferimentos por arma branca ou de fogo. Segundo Marquinhos, só os acidentes de moto cresceram 50% neste mês.

Ao mesmo tempo em que cita os estudos para redução, ele também anunciou hoje maior liberada para restaurantes com abertura até 21h.

Mas na avaliação dele, apesar de todas as tentativas de reduzir aglomerações, os encontros continuam, mesmo que dentro de casa. Por isso, na avaliação de Marquinhos, nem lei seca resolveria o problema, principalmente, aos fins de sema.

"Aglomerações e festas familiares cresceram.. Não estavam indo a bares, mas convidando pessoas para dentro de casa, ali começavam a tomar uma cerveja, ia se prolongando. Chegava o final do dia, com as pessoas mais alegres, havia discussões entre pessoas, entre maridos e mulheres, por isso temos que encontrar um método, sem ter que fechar comércio, restruturantes, mas precisamos da ajuda de vocês", comentou o prefeito.