A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

13/10/2014 20:23

Mesmo diante de crise, Prefeitura contrata cinco para Segov

Eduardo Penedo

Após demitir 121 servidores comissionados em razão da crise financeira que se instalou na Prefeitura de Campo Grande, cinco pessoas foram nomeadas para a exercerem cargo em comissão, na Segov(Secretaria Municipal de Governo e Relações Institucionais). As nomeações foram publicadas na edição desta segunda-feira (13) do Diogrande(Diário Oficial de Campo Grande) que ficou disponível para leitura às 18h45. Teoricamente, o Diogrande era para ser publicado até as 10 horas da manhã.

Os nomeados para a Segov são: Cicero Balbino, Dayana Vargas da Fonseca Oliveira dos Santos; Emerson da Costa Borges; Fernanda Coelho de Oliveira. Todos foram nomeados ao cargo de Assessor-Técnico II, simbolo DCA-5, cujo salário é de R$ 1.741,61. Já Elizelton Pequeno Vasconcelos foi nomeado ao cargo de Assessor Técnico III, símbolo DCA-6, com remuneração de R$ 1.623,23.

Os 1,9 mil comissionados custam aos cofres públicos aproximadamente R$12,1 milhões mensais. Destes, 409 estão lotados na Segov (Secretaria Municipal de Governo e Relações Institucionais).

No dia 1º de outubro, houve princípio de corte de 27 funcionários para, seis dias depois, a medida ser cancelada para 24 deles por suposto “problema técnico” no nome de um dos servidores.

Seria possível fazer adequação por republicação no Diário Oficial, mas optou-se por tornar sem efeito a decisão, que resultou ainda na suspensão de redução salarial de 171 servidores.

Para não fechar o ano com as contas “no vermelho”, a Prefeitura de Campo Grande tem que economizar ao menos R$ 200 milhões com reduções de consumo em secretarias e corte de comissionados.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions