A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 20 de Agosto de 2018

15/01/2011 16:47

Militar de Campo Grande revela ansiedade para ajudar no resgate no Rio

Fabiano Arruda

Tenente Bruno Leite é um dos cinco militares de Mato Grosso do Sul que podem ser convocados

Militar participou do curso “Busca e Resgate em Estruturas Colapsadas” em Brasília. (Foto: Fabiano Arruda)Militar participou do curso “Busca e Resgate em Estruturas Colapsadas” em Brasília. (Foto: Fabiano Arruda)

O tenente Bruno Leite, do Corpo de Bombeiros de Campo Grande, é um dos cinco militares em todo Estado que estão aptos a serem recrutados para auxiliar no resgate às vítimas dos deslizamentos que têm afetado o Rio de Janeiro nos últimos dias.

“Nunca participei de uma operação como essa. Estou ansioso para ser acionado e ajudar”, comentou.

A aptidão para ser convocado é possível porque o tenente fez o curso de “Busca e Resgate em Estruturas Colapsadas”. Segundo o militar, o curso tem duração de cinco dias, realizado em Brasília (DF).

Só para se formar nessa especialidade, o requisito do Corpo de Bombeiros é que o aluno tenha passado por pelo menos outros três cursos. “Já havia feito os cursos de Atendimento Pré Hospitalar, Resposta em Emergência com Produtos Perigosos e Sistema de Comandos em Incidentes”, enumera.

De acordo com a assessoria de imprensa da corporação no Estado, os bombeiros especializados em resgate de vítimas de desabamento integram a Força Nacional de Segurança Pública.

Eles trabalharam no resgate de vítimas do desmoronamento do Morro do Bumba, em Niterói, também no estado fluminense, em abril do ano passado.



Já deveriam estar no local, muita conversa e pouca ação, o cenário é de destruição total, as chuvas continuam, o que me impressiona é que nós preparamos para carnaval, estamos nos preparando para a copa e outros eventos, mais não nos preparamos para eventos como este, as forças armadas já deveria estar no local no dia seguinte, hospitais de campanha montados e não apenas um, muita lentidão, muito blá-blá-blá, temos que ter respostas imediatas, tão rápidas como a aprovação do reajuste salarial dos deputados e senadores (cerca de 60%), isso sim é que é velocidade de resposta, nossos socorristas deveriam ser treinados no Congresso. A todos que estão envolvidos nas buscas, salvamento e reconstrução, desejo sucesso em cada ação.
 
Nery P. Ribeiro em 15/01/2011 06:07:05
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions