A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

26/05/2011 12:29

Militares de MS participam de operação contra o desmatamento no Mato Grosso

Francisco Júnior

78 militares embarcaram hoje para a cidade de Sinop

Militares durante embarque na Base Aérea em Campo Grande. (Foto: Francisco Júnior)Militares durante embarque na Base Aérea em Campo Grande. (Foto: Francisco Júnior)

Cerca de 200 militares do Exército em Mato Grosso do Sul irão compor a operação de combate ao desmatamento na região norte do Mato Grosso.

A ação foi desencadeada pelo Governo Federal depois que o Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) registrou um aumento do desmatamento entre os meses de março e abril no Estado.

Na manhã de hoje, 78 militares embarcaram na aeronave C130 Hércules, na Base Aérea de Campo Grande com destino a cidade de Sinop (MT), onde se concentra a coordenação da operação. Ontem (25), já seguiram para lá, outros 40 soldados da 47º Batalhão de Infantaria de Coxim.

De acordo com a assessoria do Exército, os militares irão auxiliar na logística, patrulhamento, revistas e prisões em flagrantes.

A operação envolve o Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis, Força Nacional, Polícia Federal, Exército e PRF (Polícia Rodoviária Federal). O prazo para a permanência dos militares no Mato Grosso é 31 de julho, podendo ser prorrogado.

Os militares atuarão em 10 cidades: Sinop, Cláudia, Santa Carmem, Nova Ubiratã, Porto dos Gauchos, Alta Floresta, Alto Boa Vista, Itanhangá e Aripuanã.

De acordo com reportagem da Agência Brasil, no bimestre, o Estado do Mato Grosso foi responsável por 80% de todo o desmatamento verificado na Amazônia Legal pelo Sistema de Deter (Detecção do Desmatamento em Tempo Real) (Deter), operado pelo Inpe.

A derrubada, tradicionalmente concentrada no norte, se deslocou para o centro-oeste, na região de influência do município de Sinop, distante 500 quilômetros de Cuiabá.Desde o início deste mês, agentes da polícia federal e fiscais do Ibama estão realizando ações de combate ao desmatamento na região.



Querem mesmo reduzir o desmatamento do MT é só prender o Governador e sua equipe!
Fora isso, é tudo de mentirinha!
 
Juarez Mendes em 26/05/2011 12:51:45
Sr Amarildo Aquino, dá para ver que o Sr desconhece completamente as atividades castrenses. Ainda bem que o Sr está incluído na minoria ignorante do trabalho que realiza as Forças Armadas.
 
luiz carlos marchetti em 26/05/2011 09:40:50
Amarildo Aquino e Juarez Mendes,suas palavras bastam...vocês falaram tudo.Concordo na íntegra.Parabéns....
 
neyde de oliveira em 26/05/2011 07:04:13
Os desmatamentos acontecem em nosso pais, poque tem MUITO POBRE no poder. POBRE DE ATITUDES! POBRE DE RESPONSABILIDADES! POBRE DE ESPIRITO, pois só pensam neles mesmos,que é uma das piores pobresa do ser humano.
NO BRASIL quem denuncia desmatamento morre!! Temos A FORÇA AEREA, EXERCITO, MARINHA, FORÇA NACIONAL, POLICIA FEDERAL, com execeçao da POLICIA FEDERAL, que é a unica que FAZ UM TRABALHA SERIO, que prende POLITICOS CORRUPTOS, mas vem um juiz com uma simples caneta manda soltar, o resto ficam aquartelados, fazendo educaçao fisica de manha, e o resto do dia coçando, enquanto nossas floresta sao destruidas. Isto sem falar, quando o BRASIL monta uma baita extrutura pra se meter em questoes alheais de outro país, enquanto nossas riquesas, nosso povo sendo massacrados por aqueles tem o peder. Brasil!! FUTURO CELEIRO DO MUNDO, rico rico rico, sendo administrado por um monte de PÓBRE.
 
AMARILDO AQUINO em 26/05/2011 04:11:29
Mas, pode haver alguns, no IBAMA, tambem.
 
Luciano Rosa em 26/05/2011 04:07:51
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions