A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

16/11/2011 14:12

Militares recebem treinamento para atuar no combate à dengue na Capital

Paula Vitorino
Combate à dengue será intensificado com mobilização de voluntários. Combate à dengue será intensificado com mobilização de voluntários.

A Sesau (Secretaria Municipal de Saúde Pública) está capacitando 180 militares do Exército para auxiliarem os agentes de saúde no combate a dengue, em Campo Grande. Eles irão atuar no controle a proliferação do mosquito Aedes egypti, transmissor da doença.

O treinamento acontece na tarde desta quarta-feira (16) e quinta-feira (17), das 13h30 às 17h. Os militares receberão orientações sobre o vetor, a doença e as ações que já estão sendo realizadas para evitar que a cidade tenha uma epidemia da doença.

Os militares devem iniciar os trabalhos ainda neste mês de novembro. De acordo com o convênio firmado entre Prefeitura e o Exército Brasileiro, a força tarefa auxiliará as equipes do CCZ até a primeira quinzena de março de 2012.

De acordo com o último Levantamento de Índice Rápido de infestação do Aedes aegypti (Lira) referente à última semana de outubro, houve um crescimento de 13% no número de notificações de casos da dengue, número que coincide com o início do período de chuvas na Capital.

A região urbana que contabilizou o maior número de casos foi a do Lagoa, com dois focos registrados no Jardim Batistão, sete no Coophavila II e quatro no Jardim Tarumã.

Segundo a coordenação do Comitê Municipal de Combate a Dengue, 85% dos locais com focos se referem a domicílios, principalmente nos lixos das residências. Em segundo lugar ficaram os vasos, ralos, lajes e piscinas, com 23% e em terceira posição no ranking, as borracharias e residências, somando um percentual de 9,7% em focos com pneus inservíveis.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions