ACOMPANHE-NOS    
ABRIL, SÁBADO  04    CAMPO GRANDE 17º

Capital

Ministério do Trabalho recomenda que funcionários de call center fiquem em casa

A empresa chegou a ser interditada na última semana por não oferecer condições de trabalho aos funcionários, mas conseguiu reabrir

Por Maressa Mendonça | 25/03/2020 21:51
Guardas Municipais fizeram a segurança durante fiscalização da Vigilância Sanitária em empresa de call center (Foto: Marcos Maluf)
Guardas Municipais fizeram a segurança durante fiscalização da Vigilância Sanitária em empresa de call center (Foto: Marcos Maluf)


O Ministério Público do Trabalho em Mato Grosso do Sul enviou recomendação para os diretores da empresa BTCC, responsável por dois call center que atendem a operadora Oi em Campo Grande, deixarem os 3,5 colaboradores trabalharem em modo home office.

O documento é resultado de várias queixas apresentadas pelos funcionários que fizeram protesto sobre as condições de trabalho na última semana. A empresa chegou a ser interditada, mas foi reaberta após decisão judicial em caráter liminar.

Dentre as recomendações feitas pelo MPT estão a de empresa montar um plano de prevenção de infecções, fornecendo espaço adequado para lavagem das mãos e álcool em gel.

Outras orientações são a liberação de funcionários com sintomas do coronavírus, adoção do sistema de home office e flexibilização das jornadas de trabalho para evitar aproximação entre um e outro.

A proposta apresentada pelo MPT orienta também que as ausências sejam toleradas neste período, sem desconto salarial. Estas faltas podem ocorrer quando um familiar do funcionário apresentar sintoma da doença ou enquanto o transporte coletivo estiver suspenso, por exemplo.

Após protestos - Na última quinta-feira (19), funcionários das duas unidades da Brasil Telecom Call Center/Oi em Campo Grande fizeram protestos por melhores condições de trabalho na empresa em meio à pandemia de coronavírus. Na ocasião, eles explicaram que, as mesas ficavam muito próximas umas das outras e não havia álcool em gel disponível.

Neste mesmo dia, o prefeito Marquinhos Trad (PSD) fez um acréscimo ao decreto com uma série medidas para frear o avanço do novo coronavírus. Em se tratando dos call centers, as recomendações são: operar com no máximo 20 pessoas no mesmo ambiente, com espaço de 2 metros entre elas.

No dia seguinte, o prédio da BTCC acabou interditado por descumprir as regras de proteção aos funcionários, mas após decisão judicial os responsáveis pela empresa conseguiram autorização para voltar funcionar na segunda-feira (23),  com metade dos trabalhadores. Os fiscais da Vigilância Sanitária fizeram  nova fiscalização e perceberam que empresa mudou as regras de proteção aos funcionários.