A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

21/03/2013 20:48

Morador gasta dinheiro, mas perde "guerra" para acabar com pichações

Gabriel Neris e Helton Verão
Proprietário de lanchonete mostra pichações feitas na parede do estabelecimento (Foto: Marcos Ermínio)Proprietário de lanchonete mostra pichações feitas na parede do estabelecimento (Foto: Marcos Ermínio)

As pichações se tornaram uma enorme dor de cabeça para comerciantes e moradores Campo Grande. Basta andar na área central, em bairros e pontos turísticos da cidade para se deparar com as ações de vândalos registradas em paredes e muros.

A comerciante Elenice Zagolino, de 36 anos, conta que gasta em torno de R$ 1 mil com mão-de-obra e material de pintura para esconder as pichações. “Até já comprei tintas para pintar, mas decidi que não vou pintar agora”, diz Elenice.

A loja de roupas passou por pintura no mês de agosto do ano passado. A comerciante diz que as pichações costumam ocorrer no final do ano. “Pintei em agosto e em dezembro picharam”. Elenice acredita que o vandalismo é praticado por usuários de drogas e presidiários que deixam a cadeia para as festas de final de ano.

Na residência ao lado, a situação é ainda pior. A casa foi pintada e bastaram duas semanas para os muros voltarem a ser pichados.

Na avenida Ernesto Geisel funciona o novo prédio da Rocket, estabelecimento especializado em peças de automóveis. Antes mesmo da inauguração, a loja foi alvo das pichações. As portas tiveram que passar por nova pintura para a abertura da loja. Com um mês de funcionamento, novamente as laterais amanheceram com os rabiscos pelo muro.

“Saímos do prédio antigo porque lá estava totalmente pichado por fora. Os estabelecimentos da vizinhança já estão tomados”, reclama a gerente da Rocket, Neuza Azevedo. Nem mesmo as marquises dos prédios foram poupadas pelos vândalos.

Na Orla Morena, atrativo turístico da Capital, próximo a rua Antônio Maria Coelho, funciona a lanchonete de Leandro Torres, de 24 anos. As paredes do estabelecimento foram alvo do spray com tinta. O trabalhador conta que três dias após a inauguração, o local já estava sujo.

Orla Morena, ponto turístico da cidade, é um dos maiores alvosOrla Morena, ponto turístico da cidade, é um dos maiores alvos
Comerciante reclama do vandalismo (Fotos: Marcos Ermínio)Comerciante reclama do vandalismo (Fotos: Marcos Ermínio)

“Ganhei a pintura do fornecedor, mas preferi não pintar. Vão pichar de novo depois”, conta desanimado.

Em situação inusitada, um rapaz ofereceu a alternativa de fazer um grafite, arte de pintura, para esconder o vandalismo, mas o rapaz acredita que pintaria novamente.

Torres acredita que a cada nova pichação é uma resposta a marca deixada pela anterior, como se os vândalos trocassem provocações nas paredes. “Os vizinhos cansaram de ter o muro pichado e colocaram câmeras. Onde tem câmeras eles não picham”, conta. Na lanchonete alguns clientes chegaram a rejeitar o estabelecimento por causa da sujeira, mas para o rapaz os clientes já se acostumaram com a situação.



acho que tera que instalar cameras por toda orla para indentificar estes vadalos e punicoes mas duras!!!!
 
elvis rodrigues ferreira em 22/03/2013 12:52:24
A impunidade faz com que o problema nunca acabe, tem que prender, cobrar multa e fazer pintar de novo como estava antes da pixação.
Sem punição nunca vai acabar este problema.
 
Ricardo Schell em 22/03/2013 11:38:16
Não é presidiário que faz isso, é muleque vagabundo que não tem o que fazer, a Orla Morena tá horrível de tanta pichação.
 
Érico Correa em 22/03/2013 09:06:27
Se soubessem mesmo utilizar as palavras escreveriam livros, não em muros...


Bando de pseudoalfabetizados isso sim.
 
Vinicius Silvério em 22/03/2013 09:02:01
Os policiais tem que revistar todos estes caras que andam de madrugada nas ruas com mochilas nas costas, porque é de madrugada que eles picham. Tem que prender estes vândalos e fazer eles pintarem onde eles sujaram.
 
Antonio Reis em 22/03/2013 09:01:22
O pior de tudo isso é ouvir, em um programa de grande audiência em Campo Grande, que esses pichadores não são vândalos que merecem punição e sim COITADINHOS que gostariam de ser grafiteiros mas que não tiveram oportunidade. Desta forma, o governo tem que usar o dinheiro de nossos impostos para proporcionar cursos de grafite a eles e não prender e fazer ressarcir o prejuízo dos proprietários. E o muro da minha casa ou do meu comércio totalmente depredado por esses vândalos, quem vai pagar???? Tem que pegar esses moleques e, primeiro, pintá-los de cima em baixo, depois fazer pagar pela nova pintura assim, quem sabe, aprendam a respeitar a propriedade alheia.
 
Cristina Vieira em 22/03/2013 08:58:56
SPRAY DE TINTAS, TEM QUE SER VENDIDO COMO SE FOSSE REMEDIO CONTROLADO, COM APRESENTAÇÃO DE RECEITUARIO AUTORIZADO.
 
ELEIZER ARCE em 22/03/2013 08:16:38
na orla morena de campo grande desde a cabreúva até a júlio de castilhos esta um caos, é usuário de drogas, vagabundos, é complicado, polícia, só de vez enquanto e olhe lá, sabádo, domingo e feriados nunca.
 
jorge mateus em 22/03/2013 07:37:51
Enquanto a população não entrar na "guerra" contra os pixadores, denunciando-os, eles continuarão na sua "função", que é de emporcalhar os muros das casas, jogando para fora as suas frustrações e descontando nas propriedades alheias seu ódio à sociedade.
Já está passando da hora de a imprensa "pegar pesado" contra estes vândalos. A nossa bela morena merece continuar sendo bela!
 
Eugenio de Souza em 22/03/2013 07:32:08
ISSO É UM VERGONHA A CIDADE INTEIRA DE CAMPO GRANDE ESTA TOMADA POR ESTAS LETRAS, ANTIGAMENTE ESTE MALDITOS ANDAVAM SOMENTE COM O SPRAY AGORA ESTÃO ANDANDO COM LATA DE TINTA DE 18 LTS E ROLO DE PINTURA DE 23 CM , ISSO É UM ABSURDO E SÓ VEM REFORÇAR MAIS A FALTA DE SEGURANÇA E POLICIAMENTO EM TODOS OS LUGARES, COM QUE UMA PESSOA PODE ANDAR DE NOITE COM UMA LATA DE TINTA NA MAÕ E NÃO TER NINGUEM PARA QUESTIONAR, CHEGA A SER IMPRESSIONANTE ISSO. A CIDADE TODA ESTA TOMADA EM ALGUM LUGARES CHEGAR A SER DUVIDOSO ACREDITAR QUE A PESSOA CHEGOU LÁ ESCONDIDA, PARECE QUE ELES FICARAM LÁ A NOITE INTERIRA SEM SEREM QUESTIONADAS POR UM POLICIAL. NESTA CIDADE FALTA TUDO.
 
josé carlos marani em 22/03/2013 07:22:00
Por isto que e bom a DITADURA MILITAR, se vosse naquela epoca os iam descer o pau nesta cambada de desocupados e eles nao iriam fazer mais isto.
 
joao m de souza em 22/03/2013 07:19:20
Com raras exceções, as pichações são mais comuns nos espaços destinados ou utilizados por praticantes de skate. A orla morena é caso clássico e, mesmo dentro do Parque das Nações, próximo à polícia militar, há sujeira, rabiscos, no patrimônio público. Neste caso sabemos que não adianta prender. Além de ser muito pesado para quem comete a pichação e para o Estado. Deveria ter medidas rigorosas para limparem o que sujaram e, se possível, dar um castigo físico firme nos garotos, mas isso, infelizmente, a PM não pode fazer.
 
Fabiano Silva em 22/03/2013 07:16:16
O mesmo que oferece pra fazer grafite apos a pichacao e' quem fez a "arte" inicial. Pode escrever.
 
Fabio Freitas em 22/03/2013 06:16:15
O maior problema é a lei, mesmo se pegarem que faz estas pichações, isto não dá cadeia, enquanto algum legislador não alterar a lei ficaremos a mercê destes delinqüentes, vagabundos e desocupados, para mim eles picham pois não tem inteligência para fazerem algo melhor...
 
Valter Jeronymo em 22/03/2013 00:16:14
COM TODA CERTEZA ABSOLUTA são os skaitista da pista da orla q estão fazendo essa algazarra na cidade, podia periodicamente os PM abordar o pessoal do SKATE e fazer revista!! com certeza pegariam varios deles!! FICA DICA.
 
Luciano Costa em 21/03/2013 23:36:47
tem,que armar logo a guarda municipal,para ter mais poder,só a policia militar nao da conta.tem que pegar esses vandalos e descer a borracha neles.
 
ademar gonçalves de matos. em 21/03/2013 22:39:46
Bem, ai, a polícia prende esse bando de MARGINAIsINHOS, que são beneficiados pela lei.. ai a justiça vai e solta a gangue que deveria também mofar na cadeia.. mas antes ter que pagar todo o estrago.
 
Gilson Giordano em 21/03/2013 21:03:48
Tem um '' menor '' pelo nome Kelvin morador da Rua : dos marimbás 377 bairro caiçara , ele fez em várias resindências do bairro pichações com o apelido dele '' ZOIO '' e até agora as nossas autoridades não fizeram nada com o mesmo até quando isso ?? POLICIAIS DE CAMPO GRANDE MS o endereço está ai por favor agora é com vocês !!!!!
 
Sebastião Severo em 21/03/2013 21:00:09
Ta na hora da providencia ser mas severa contra esses vandalos, o que eles precisa é provar o gosto da tinta.
 
sales filho em 21/03/2013 20:53:21
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions