A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

10/01/2011 11:56

Moradores do Guanandi esperam providências para liberarem Norte-Sul

Marcio Breda e Nadyenka Castro
Foto: João GarrigóFoto: João Garrigó

Ao bloquearem pela terceira vez a Avenida Ernesto Geisel (Norte-Sul) na altura do cruzamento com a Manoel da Costa Lima, moradores do bairro Guanandi garantem que só liberam a pista quando tiverem garantias da prefeitura de investimentos contra enchentes no local.

De acordo com Clodoaldo Dias, presidente da Associação de Moradores do Guanandi, cerca de mil pessoas, das 21 mil que vivem na região, sofrem toda vez que chove mais forte. São famílias que moram no Oriboca, parte mais baixa do bairro.

“Toda vez que chove mais forte as famílias passam por isso. Há 3 anos haviam aqui 5 saídas de águas pluviais que foram substituídas por apenas uma. Apesar de ser maior, Lea não dá conta de escoar a água que se acumula na parte baixa”, explica Clodoaldo.

Segundo o presidente da Associação de Moradores do Guanandi, como o bairro não possui rede de coleta de esgoto, a água enche as fossas, que transbordam, causando risco de contaminação com doenças.

O sofrimento com as inundações para a dona de casa Maria Rodrigues dos Santos é mais longo. Moradora da parte baixa, Maria afirma que as inundações acontecem há 8 anos. Desde então móveis deixaram de ser um sonho.

“Já não tenho mais guarda roupas. Não adianta comprar. Quando chove eu perco tudo. É uma situação muito triste e já faz tempo que isso acontece”, lamenta a dona de casa.

A pista que faz o sentido centro bairro na Avenida Ernesto Geisel está fechada desde às 11 horas com galhos de arvores, cadeiras e arames. Policiais militares e agentes da Agetran estão na esquina da Manoel da Costa Lima, próxima ao bloqueio, para orientarem motoristas a fazerem retorno ou mudar o trajeto.

Foto: João GarrigóFoto: João Garrigó
Policiais militares acompanham o protesto. Foto: João GarrigóPoliciais militares acompanham o protesto. Foto: João Garrigó


Falar o que. Já tá tudo dito acima. Falta só o prefeito tomar providências. Se liga!
 
JOAO ANDRE em 10/01/2011 10:51:52
Concordo no ponto dos moradores não fazerem a parte deles. Cuidar do lixo. Afinal não o fazem nem sequer por medo da morte causada pela dengue que todos os anos atinge nossa cidade, inclusive o estado. Contudo Obras são necessárias. Nao digo novas obras, mas pelo menos realizar manutençoes e CONCLUIR o que um dia foi começado. Por favor senhor Nelson Trad Filho
 
André Neves em 10/01/2011 05:40:26
A CULPA E UM POUCO DOS MORADORES QUE JOGAM LIXO EM QUALQUER LUGAR E SABENDO QUE OS GOVERNANTES NAO ESTAO FAZENDO NA CONTINUAO VOTANDO NELES A TROCO DE PROMESSAS E FAVORES
 
LUIZ CARLOS em 10/01/2011 03:12:43
Que vergonha, senhor prefeito!
 
Lucia Montanha em 10/01/2011 02:54:13
É lamentavel o que esta acontecendo na nossa capital, toda vez que chove a população sofre naquele local. cade o prefeito da nossa capital pra que pagamos impostos.
prfeito levanta da sua cadeira vai ver aquele povo que esta sofrendo naquela região.
tambem da uma olhada nos buracos da cidade. Por favor prefeito a população não merece isto.

 
samuel silva em 10/01/2011 02:13:19
se fosse no centro as obras já teriam sido feitas!!
 
joao de deus em 10/01/2011 01:32:11
Faz anos que esperamos a liberação da norte/sul na altura do MAXX atacadista... Mas o que vemos são atitudes inpensadas que visam a solução provisória de problemas que devem ter resoluçoes definitivas. Senhor Nelson Trad Filho, ano que vem temos eleição pra prefeito, cuidado! Com que moral o senhor terá pra indicar alguém pra realizar a continuação do seu mandato?
 
André Neves em 10/01/2011 01:16:17
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions