ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SÁBADO  26    CAMPO GRANDE 29º

Capital

Morre em Campo Grande aos 76 anos o advogado Evandro Bandeira

Ele foi o único profissional do Direito em MS a disputar uma vaga no Superior Tribunal de Justiça

Por Marta Ferreira | 07/08/2020 10:47
O advogado Evandro Bandeira, que morreu nesta sexta-feira (7). (Foto: Divulgação)
O advogado Evandro Bandeira, que morreu nesta sexta-feira (7). (Foto: Divulgação)

O advogado Evandro Ferreira de Viana Bandeira morreu nesta sexta-feira, em Campo Grande. Aos 76 anos, ele foi vítima de enfarto.

Em nota de pesar, a OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) no Estado lamentou a perda e manifestou consternação pela morte.

“Doutor Evandro foi um grande advogado, de enorme respeito na comunidade jurídica brasileira. Ele deixa um legado de luta, enfrentamento e de coragem, como poucos advogados já tiveram. Não se deixava esmorecer por nenhuma situação, enfrentava, combatia, defendendo o que entendia como justo. É uma grande perda para advocacia sul-mato-grossense e brasileira”, declarou o presidente da seccional, Mansour Karmouche.

Para a advogada e ex-conselheira estadual da OAB/MS, Mônica Barros Reis, “é uma perda inestimável para o mundo jurídico e para a cidadania”.

O OAB definiu Evandro Bandeira como advogado combativo e de renome no Estado, atuante há  mais de cinco décadas.

Currículo – O advogado era inscrito na OAB em 1977, ainda no Mato Grosso uno, com a carteira 1.861. Era nascido em Aquidauana. Deixa cinco filhos, todos de carreira jurídica.

Foi o único profissional do Direito no Estado a disputar posição na lista sêxtupla do Conselho Federal da OAB para preencher vaga de ministro do STJ (uperior Tribunal de Justiça (STJ) em 2007, quando a  vaga era destinada à advocacia pelo quinto constitucional.

Também esteve à frente da Secretaria de Controle, Fiscalização e Transparência da Prefeitura de Campo Grande em 2017.

O funeral será às 14 horas no Cemitério Parque das Primaveras, restrito a poucos familiares e amigos devido à pandemia de covid-19.

Regras de comentário