ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, SÁBADO  24    CAMPO GRANDE 28º

Capital

Morre homem que caiu de cabeça em córrego da Avenida Ernesto Geisel

Homem foi socorrido em estado grave e chegou a ser intubado pelos bombeiros no local do acidente

Dayene Paz | 17/08/2022 08:59
Bombeiros durante atendimento à vítima na manhã de ontem. (Foto: Marcos Maluf)
Bombeiros durante atendimento à vítima na manhã de ontem. (Foto: Marcos Maluf)

Morreu na Santa Casa de Campo Grande o homem que caiu no córrego da Avenida Ernesto Geisel, em Campo Grande, na manhã desta terça-feira (16). Ele despencou de cabeça na parte seca do córrego, sofreu TCE (Traumatismo Craniano Encefálico) grave e chegou a ser intubado no local pelos militares dos bombeiros.

Conforme a comunicação da Santa Casa, o paciente deu entrada em estado grave e ficou sedado. O quadro evoluiu com hipotensão por lesão extensão craniana, que ocorre quando a pressão arterial cai a ponto de causar danos a órgãos, um processo chamado choque. O óbito foi constatado às 22h40 desta terça.

Ele não portava documentos pessoais e ainda não foi identificado. Os bombeiros que atenderam a ocorrência acreditam que se trata de morador de rua. O homem aparenta ter aproximadamente 35 anos, usava apenas uma bermuda bastante suja e estava descalço. O corpo foi encaminhado ao IML (Instituto Médico Legal).

Queda - O acidente ocorreu no início da manhã de ontem, no trecho da Ernesto com a Rua Tonico de Carvalho, região do Bairro Amambaí. "Um senhor de idade que foi comprar pão viu ele caído na rua, aí passou no posto e avisou. Quando fui la ver, tinha bastante sangue e achei que estava morto", conta o frentista Agenor Thyago, de 32 anos. O Corpo de Bombeiros foi acionado em seguida.

Os militares contaram que aparentemente ele caiu sozinho de altura aproximada de seis metros. O homem ficou gravemente ferido na cabeça e os bombeiros precisaram intubar a vítima. "Ele foi sedado para manter os sinais vitais", complementou o capitão Quintana, do Corpo de Bombeiros. Em seguida, ele foi coberto por uma manta térmica e imobilizado, para o resgate pela escada.

Os bombeiros subiram com a vítima que foi encaminhada para a Santa Casa. O trabalho de resgate contou com auxílio de cerca de 10 militares dos bombeiros e também a Polícia Militar, que controlou o trânsito naquele trecho.

Nos siga no Google Notícias