A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 20 de Janeiro de 2018

11/08/2015 14:06

Morto a tiros, vendedor tentava reatar o casamento e trazer a filha de 3 anos

Filipe Prado
Lucas tatuou o nome da filha no braço (Foto: Reprodução/Facebook)Lucas tatuou o nome da filha no braço (Foto: Reprodução/Facebook)

O vendedor Lucas Nery Valenzuela, 24 anos, morto a tiros na noite de domingo (9), no Parque do Lageado, sonhava em alugar uma casa e trazer a filha e a ex-esposa para morar em Campo Grande. O rapaz foi velado em casa, no Bairro Dom Antônio Barbosa, e enterrado no Jardim da Paz na manhã desta terça-feira (11).

O tio da vítima, o caminhoneiro José Marcelino Batista, 43 anos, contou que o rapaz não possuía inimizades pelo bairro. “Era amigos de todos. Um brincalhão”, comentou. O rapaz, segundo o tio, não se envolvia com crimes e nem vícios. “Ele não gostava de se envolver, não fumava nem bebia”.

O caminhoneiro teceu elogios ao rapaz, sendo um exemplo para a família. “Ele era um menino carinhoso, obediente, gostava de música, como os jovens da sua idade, e gostava de ficar com os amigos e família”, revelou Marcelino.

Mesmo com a pouco mais de 20 anos, Lucas já se casou e tem uma filha de três anos. No entanto, ele acabou se separando e a mulher se mudou para o norte do Brasil. Mas ele queria reatar o relacionamento. “Eles tentavam uma reconciliação. Queria trazer ela para cá, mas não deu tempo”, apontou o caminhoneiro.

Sobre a morte, os parentes ainda não sabem o que aconteceu. Lucas não possuía inimigos na região, então o tio acredita que tenha sido morto por engano na guerra de gangues da região. “Muitos pais de família são taxados como bandidos, mas não são”.

Crime - Lucas estava conversando com amigos na Rua Alselmo Selingardi, quando foi surpreendido por um motociclista, por volta das 18h30, no Parque do Lageado, na saída para Sidrolândia. O autor realizou dois disparos de arma de fogo contra a vítima, atingindo o tórax e as costas do rapaz.

A vítima foi socorrida pelos amigos e encaminhada para o Hospital Regional, porém não resistiu aos ferimentos e morreu. Testemunhas apontaram que o autor seria um homem identificado como Luan, conhecido na região por estar envolvido em outros homicídios.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions