ACOMPANHE-NOS    
MAIO, QUARTA  12    CAMPO GRANDE 21º

Capital

Motociclistas atingidos por Passat seguem internados em estado gravíssimo

Motociclistas deram entrada na Santa Casa com politraumatismo e passaram por cirurgia ortopédica

Por Jhefferson Gamarra | 12/04/2021 14:58
No local ficou a destruição causada pela violência do impacto (Foto: Aletheya Alves)
No local ficou a destruição causada pela violência do impacto (Foto: Aletheya Alves)

Motociclistas atingidos na tarde de sábado (10), por um veículo Volkswagen Passat, conduzido por um empresário identificado como Gabriel Gandi Zahran Georges, 33 anos, passaram por cirurgia e seguem internados em estado gravíssimo de saúde na Santa Casa de Campo Grande. A colisão  entre o carro e as motos aconteceu no cruzamento da  Rua Santa Bárbara com a Avenida Nelly Martins, o prolongamento da Via Parque.

Moto de uma das vítimas foi guinchada pelos familiares completamente destruída (Foto: Arquivo Pessoal)
Moto de uma das vítimas foi guinchada pelos familiares completamente destruída (Foto: Arquivo Pessoal)

De acordo com boletim médico do hospital, o motoentregador Ricardo Santos, 21 anos, que estava trabalhando no momento do acidente, deu entrada na unidade com politraumatismo e passou por cirurgia pela equipe de ortopedia e traumatologia em razão de ferimento extenso na perna direita. No momento Ricardo segue estado em gravíssimo, entubado e sedado em leito de UTI (Unidade de Terapia Intensiva).

A segunda vítima do acidente, Luiz Fernando de Souza, 20 anos, também deu entrada no hospital com politraumatismo e diversas fraturas na perna direita, onde também passou por cirurgia por uma equipe de ortopedia e traumatologia e segue internado, com o quadro de saúde delicado, respirando por ventilador mecânico.

Acidente – Os três veículos trafegavam pela no mesmo sentido da Via Parque quando o condutor do Passat atingiu as duas motocicletas ao realizar uma conversão a esquerda, para acessar a rua Santa Bárbara.

Em choque, o empresário que provocou acidente foi socorrido por um familiar e levado até um hospital particular. No asfalto, ficaram os capacetes e as motos retorcidas. O caso foi registrado na como lesão corporal na direção de veículo automotor. A Polícia Civil solicitou imagens de câmeras de segurança de residências próximas para investigar a dinâmica do acidente.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário