A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

29/09/2015 10:27

Motorista escolar tem passagem pela polícia e carro soma R$ 7 mil em multas

Flávia Lima
Policiais da BPTran e Agetran abordam o Idea vermelho realizando transporte clandestino de alunos. (Foto:Direto das Ruas) Policiais da BPTran e Agetran abordam o Idea vermelho realizando transporte clandestino de alunos. (Foto:Direto das Ruas)

Policiais do Batalhão de Trânsito da Capital e a Agetran (Agência Municipal de Trânsito) estão fechando o cerco contra o transporte clandestino de estudantes. Só este mês, cinco veículos irregulares foram apreendidos em operação conjunta. O caso que mais chamou a atenção, até o momento, foi o do Fiat Idea, abordado na manhã desta terça-feira (29), no Bairro Ramez Tebet.

Segundo informações da capitã do BPTran, Maria Arruda, além de não tem qualquer tipo de especificação que autorize o uso para o transporte de alunos, o veículo tem um total de R$ 7 mil em multas e documentos atrasados. Porém, o mais grave, segundo a capitã, é o fato de, além de não possuir CNH, o motorista que transportava as crianças, Getúlio Teles de Menezes, 23 anos, também conta com passagens na polícia por roubo e receptação.

"Isso serve de alerta aos pais, que precisam checar as informações sobre as empresas e quem está transportando seus filhos", diz. Ela não soube dizer há quanto tempo Getúlio conduzia o carro, já que, durante o monitoramento do veículo, feito semana passada, três motoristas se revezaram na função.

Antes de abordar o motorista, os policiais seguiram o carro no trajeto entre um condomínio e uma escola municipal. A abordagem foi feita já próximo a escola e no momento ainda havia três alunos. Com a apreensão, os próprios policiais entregaram as crianças e acionaram os pais. 

A capitã Maria Arruda explica que antes da abordagem é feito um trabalho de uma semana de monitoramento do veículo suspeito. Os policiais acompanham, muitas vezes à paisana, o veículo, observando as irregularidades. No caso do Fiat Idea apreendido hoje, o motorista havia cometido uma série de infrações, como avançar no sinal vermelho, trafegar na contramão e não utilizar cinto de segurança. 

Esta semana o alvo das fiscalizações estão sendo os veículos particulares utilizados no transporte de escolar. "Esse tipo de denúncia vem crescendo muito. Agora as pessoas também denunciando diretamente na BPTran", afirma. Na semana passada, dois micro-ônibus foram flagrados no Bairro Nova Lima pela mesma prática. Os dois também não possuíam documentos específicos para realizar o transporte escolar,

Além do Fiat Idea, os policiais também apreenderam uma caminhonete Rely Link transportando alunos e até um Corsa. "Mesmo sendo um carro pequeno, as pessoas lotam de crianças e não oferecem qualquer segurança", ressalta a capitã.

Ela explica que para obter a licença para o transporte escolar, o motorista deve passar por um curso especial no Detran (Departamento Estadual de Trânsito) e o veículo precisa passar por vistoria e obedecer a uma série de critérios e normas de segurança. Todas as informações são disponibilizadas pelo Detran e podem ser checadas pelos responsáveis das crianças. Os veículos apreendidos são levados para o Detran e é aplicada multa de R$ 1.580,00.



Parece que só tem bandido nas ruas. Se fizer um pente fino metade da frota é aprendida.
 
Marco em 29/09/2015 13:47:22
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions