A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

21/05/2016 08:19

Motoristas enfrentam 10h na fila para abastecer com gasolina a R$ 1,99

Luana Rodrigues e Renata Volpe Haddad
Fila chegou a ocupar três quarteirões próximo de postos. (Foto: Alcides Neto)Fila chegou a ocupar três quarteirões próximo de postos. (Foto: Alcides Neto)
Primeiro carro foi abastecido por volta das 7h30. (Foto: Alcides Neto)Primeiro carro foi abastecido por volta das 7h30. (Foto: Alcides Neto)

Cerca de mil motoristas amanheceram na fila neste sábado (21) para abastecer o carro com gasolina a R$ 1,99. O valor com desconto é parte da ação do Feirão do Imposto, promovido pela Conaje (Confederação Nacional dos Jovens Empresários). Durante o dia, o combustível é comercializado com valor real, sem imposto. Tem gente esperando desde às 20h de ontem (20) para conseguir uma senha, apesar da quantidade de gasolina ser limitada a apenas 15 litros por veículo.

No posto Biondo, localizado na Rua Eduardo Santos Pereira, esquina com a Padre João Crippa, o abastecimento só começou por volta das 7h30. O gerente administrativo, Alex Oliveira de Souza, 34 anos, chegou 10 horas antes. Está no local desde às 21h de sexta-feira para conseguir uma senha e foi o primeiro atendido hoje. “Eu acho que vale a pena, vou economizar R$ 22, já que para abastecer quinze litros eu pagaria R$ 50 e com o litro a R$ 1,99, vou gastar só R$ 30”, calcula.

Por lá, foram disponibilizadas 334 senhas e o aposentado Abel Arguelho, 76 anos, pegou a de número 2, mas para isso precisou passar a noite em claro. "Estacionou o carro aqui na Rua por volta das 21h30 de ontem, e foi bom, conversei com bastante gente, fiz amigos e ainda vou economizar”, disse.

Motorista, Robson de Alencar Dobler, 31 anos, disse que desde às 18h de ontem já estava preocupado em conseguir uma senha. “Eu vim, estacionei o carro e fui para casa buscar minha namorada, acho que temos que participar para mostrar nossa indignação diante do valor do imposto que pagamos. Deixamos a nossa cama, passamos a madrugada aqui, como uma forma de protesto”, considera.

Grassyella Fernandes Correa, 38 anos, andou quase 30 quilômetros do bairro Moreninhas até o posto para aproveitar a promoção. “Ando pouco com o carro durante a semana, por isso acho que vale a pena”, disse.

No posto Shiraishi 5, que fica na avenida Júlio de Castilho, esquina com a Rua Yokoama, foram disponibilizados mais 5 mil litros com desconto, e cerca de 330 senha. Por volta das 5h30, a fila de carros já ocupava três quarteirões. Moradores do bairro Silvia Regina, Antonio Jesus de Oliveira, 42 anos, e Agrício Nunes, 32, chegaram ao local às 20h30 desta sexta-feira. “O sacrifício compensa, porque vai dar uma diferença de R$ 1, 40 por litro e nessa crise que nós estamos”, consideraram.

“Muita gente reclama do preço, mas não sabe o quanto pagamos de imposto, então acho a ação importante, porque mostra isso”, considera a proprietária de um dos postos, Cassiane Biondo. Ainda segundo a empresária, apesar da fila, o movimento foi tranquilo. “Alguns perderam senha, outros queriam passar na frente, mas foi tranquilo”, disse.

Conforme o coordenador nacional da Conaje, Felipe Todesco, a ação ocorre em todo país e maneira simultânea. Em Mato Grosso do Sul a iniciativa é das entidades jovens empreendedoras e empresariais CJE/ ACICG (Conselho dos Jovens Empresários da Associação Comercial de Campo Grande), CDL Jovem CG (Câmara de Dirigentes Lojistas Jovem de Campo Grande), AJE/MS (Associação dos Jovens Empreendedores) e conta com o apoio do Sinpetro/MS (Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis, Lubrificantes e Lojas de Conveniência).



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions