A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

03/07/2014 10:11

Motoristas reclamam de demora e confusão em fila de emplacamento

Edivaldo Bitencourt e Aline dos Santos
Condutores de veículos tiveram até pequenas brigas na fila que chega a superar duas horas (Foto: Cleber Gellio)Condutores de veículos tiveram até pequenas brigas na fila que chega a superar duas horas (Foto: Cleber Gellio)

Motoristas reclamam da demora, que chega a mais de duas horas de espera, e do transtorno causado pela falta de informações na fila para emplacar ou trocar placas de veículos no Detran (Departamento Estadual de Trânsito), na saída para Rochedo. As queixas são diárias e a demora até reduziu pela metade o trabalho realizado pelos despachantes.

O motorista Sandro Custódio Martins, 32 anos, chegou às 7h e até às 9h ainda seguia na fila, apesar ter levado o irmão para se revezar para trocar a placa do carro. Residente no Mato Grosso, ele está passando alguns dias na Capital.
A administradora Walquíria Teixeira, 24, sofreu com a confusão causada pela falta de informações. Ela foi orientada por um guarda a entrar na fila, mas depois foi acusada de tentar furar a ordem. “A fila está uma bagunça”, comentou.

Aliás, além da espera, a confusão causa muito estresse entre os proprietários de veículos. O despachante Vagner Montani, 31, até improvisou um cartaz para cobrar mais agilidade do Detran no atendimento. Ele contou que chegava a emplacar, em média, quatro veículos por dia. Hoje, como a demora é tanta, ele só está conseguindo um e, no máximo, dois veículos.

A demora aumentou após o caso do empresário Erlon Peterson Pereira Bernal, 32 anos, morto após uma quadrilha roubar o carro no dia 1º de abril deste ano. A Polícia Civil constatou que a Íons, uma das empresas envolvidas no esquema, “legalizou” as placas do carro do empresário.

 

Montani até improvisou um cartaz para protestar contra a demora (Foto: Cleber Gellio)Montani até improvisou um cartaz para protestar contra a demora (Foto: Cleber Gellio)
Do Mato Grosso, Sandro sentiu na pele a falta de estrutura do setor (Foto: Cleber Gellio)Do Mato Grosso, Sandro sentiu na pele a falta de estrutura do setor (Foto: Cleber Gellio)

O Detran admite o problema. Cerca de 20 mil veículos são emplacados por mês no Estado. O órgão não divulgou quantos são feitos apenas na Capital.

No entanto, o departamento admite a demora. Segundo a assessoria de imprensa, houve mudança no sistema. O novo, que deve agilizar o emplacamento, só fica pronto em agosto, quando o Detran também promete dobrar o número de funcionários no setor, de quatro para oito.

Outra causa é que o Sindicato dos Despachantes deixou de atender aos sábados, quando realizava de 35 a 50 emplacamentos. O serviço foi suspenso para adaptar-se ao novo modelo. A expectativa é de que a entidade volte a atender também a partir do próximo mês.

O Departamento Estadual de Trânsito diz que o motorista deve pagar a guia em uma agência e só ir ao pátio na saída para Rochedo para emplacar ou trocar as placas, o que lhe deve ocupar apenas 20 minutos do tempo.  O par de placas, lacre e tarjeta custam R$ 195,12. 

Fila para trocar placas ou emplacar é longa para automóveis e motos (Foto: Cleber Gellio)Fila para trocar placas ou emplacar é longa para automóveis e motos (Foto: Cleber Gellio)
Terminal rodoviário de Campo Grande oferece cartões de Natal gratuitos
A rodoviária de Campo Grande, mais um ano, oferece gratuitamente cartões de Natal gratuitamente para os passageiros que passarem pelo local até o pró...
Universidade do MS recebe certificação de excelência em gestão
Será recebida pela UCDB (Universidade Católica Dom Bosco) em solenidade que acontece na próxima segunda-feira (18) o certificado de excelência em ges...
Águas Guariroba continua com campanha de renegociação de dívidas
Vai até o dia 29 deste mês a campanha "Fique em Dia", realizada pela Águas Guariroba para renegociar as dívidas que os consumidores têm com a empresa...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions