A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 18 de Agosto de 2019

05/06/2019 17:17

MPE diz que atendimento adulto melhorou, mas revela fila de 5,7 mil na pediatria

Ação judicial pede que prefeitura contrate médicos e acabe com a fila de espera

Silvia Frias e Liniker Ribeiro
Promotora Filomena Fluminham ingressou com ação com pedido de liminar (Foto: Liniker Ribeiro)Promotora Filomena Fluminham ingressou com ação com pedido de liminar (Foto: Liniker Ribeiro)

Por conta da alta demanda no setor pediátrico nas unidades de saúde de Campo Grande, o MPE (Ministério Público Estadual) entrou com ação contra a prefeitura solicitando que, em prazo de 30 dias, contrate médicos para suprir a necessidade. Entre consultas e cirurgias, a fila é de 5,7 mil atendimentos pendentes.

A ação, com pedido de liminar, foi protocolada pela promotora Filomena Fluminham, da 32ª Promotoria de Justiça da Saúde Pública.

A promotora disse que o atendimento as unidades de saúde está sendo acompanhada pela promotoria desde 2016, com resultados mais significativos no setor adulto, porém, com baixa resolutividade na área pediátrica.

Segundo o MPE, a alta demanda revela demora ou até a falta de acesso ao tratamento especializado de pediatria, citando a fila para cirurgia geral (1.319 pacientes), consultas em neurologia pediátrica (1.497 pacientes), em fonoaudiologia (1.116 pacientes), em otorrinolaringologia (813 pacientes) e em psicologia (995 pacientes).

“Não é possível que essa fila permaneça por mais tempo dessa forma, os procedimentos devem ser realizados para que os casos não evoluam para urgência e emergência”, avaliou a promotora.

Filomena explica que a liminar não deve zerar a fila em 30 dias, mas que a contratação seja o caminho para resolver essa demanda, mesmo que em prazo maior.

Além da contratação em caráter de urgência, o MPE pede à Justiça que, em caso de deferimento da liminar, a prefeitura de Campo Grande apresente planilha, em prazo de 60 dias, em relação a todas as especialidades, traçando plano para resolver o problema da longa espera de pacientes pediátricos.

Também estaria previsto nesse prazo de 60 dias a aquisição dos equipamentos necessários para atendimento pediátrico.

A promotora lembrou que sabe da intenção da prefeitura de abrir concurso na Saúde, o que foi anunciado em abril deste ano. Naquele período, a previsão era lançamento de edital em prazo de 15 dias.

A assessoria da prefeitura informou que, somente em maio, 73 médicos, entre eles, pediatras, foram contratados para reforçar atendimento nas unidades de saúde. Atualmente, 60%¨dos médicos são contratados.

A administração alega que a falta desses especialistas é problema nacional que deve ser minimizado com concurso público, cujo edital ainda está em fase de finalização do edital.

Segundo assessoria, outra alternativa estudada pela secretaria é a alteração no vínculo contratual dos médicos, por meio de um projeto de lei prevendo a contratualização por produtividade e não por horas trabalhadas. Esta seria uma forma de atrair médicos com melhores condições salariais, proporcional ao volume de trabalho.

Prefeitura convoca 31 médicos para reforçar atendimento em unidades de saúde
A Secretaria Municipal de Saúde publicou no Diário Oficial desta quinta-feira a convocação de 31 médicos inscritos no Cadastro Temporário para reforç...
Prefeitura convoca 64 médicos que devem se apresentar nesta quarta
A Prefeitura de Campo Grande convocou 64 médicos inscritos no Cadastro Temporário foi publicada nesta quarta-feira (17) para reforçar o atendimento n...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions