A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

17/03/2011 23:48

Mulher diz que clínica particular recusou atender paciente

Paulo Fernandes

A Clínica Campo Grande foi acusada de se recusar internar um paciente nesta quinta-feira.

Após esperar mais de cinco horas na clínica para internar o esposo, o policial civil Anselmo Luiz da Silva, de 50 anos, que sofre um problema nas pernas, Aline dos Santos, de 27 anos, recebeu a informação de que ele não seria internado porque isso não seria coberto pelo plano de saúde, a Cassems (Caixa de Assistência dos Servidores de Mato Grosso do Sul).

Aline disse que um funcionário, identificado como Diego, enfermeiro-chefe da emergência, tentou obrigá-la a assinar um documento dizendo que ela estava desistindo do atendimento.

“Eles falaram que só atendem emergência pela Cassems e no máximo pelo período de 5 horas”, afirmou a esposa do policial.

A clínica, ainda segundo ela, se negou a encaminhar Anselmo para outra unidade hospitalar.

Aline afirmou que havia sido atendida várias outras vezes na Clínica Campo Grande usando o mesmo plano de saúde e que nunca antes teve problema.

Desta vez, Anselmo estava com fortes dores nas pernas e 39,9º de febre, segundo a esposa.

Na clínica, durante as cinco horas de espera, o policial recebeu apenas uma aplicação de morfina.

O Campo Grande News ligou para a Clínica Campo Grande que ficou de retornar o telefonema para se pronunciar sobre o caso, o que não foi feito até o momento.



Agora sim, era só o que faltava, nos servidores que temos como Plano de Saúde Cassems, teremos que agendar uma urgênica....
Seria cômico se não fosse trágico.
 
keila Regina em 18/03/2011 08:49:58
BOM!esses hospitais sao assim colocam um bamdo de gente maleducada p trabalhar!sao um bando de encompetente se achando os banban ban!!!!!!!!!!!!manda embora essas pessoas que se acham

 
patricia pereira em 18/03/2011 08:16:39
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions